Delegacia-Geral terá central de flagrantes em casos de desobediência ao decreto

Foto: Divulgação/SSP-AM

A partir desta quinta-feira (14), a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) informa que passará a atender no prédio da Delegacia-Geral todos os procedimentos de Auto de Prisão em Flagrante (APF), referentes aos casos de desobediência ao decreto governamental nº 43.282, que proíbe a circulação de pessoas em Manaus entre 19h e 6h, como medida para o enfrentamento do novo coronavírus (Covid-19).

A Central de Flagrantes funcionará em regime de plantão 24 horas, na Gerência de Transportes (Getran) da instituição, situada na sede da Delegacia-Geral, Avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, zona centro-sul de Manaus.

O delegado Bruno Fraga, diretor do Departamento de Polícia do Interior (DPI), destacou que a PC-AM está empenhada nesse momento de pandemia causada pela Covid-19 e aumento do número de casos no Estado, sempre visando resguardar a vida da população, bem como dos servidores em geral.

“A medida visa fazer cumprir o decreto, tendo em vista que o trabalho da instituição é um dos pilares das forças que compõem a Segurança Pública e estaremos trabalhando fortemente. No local estarão empenhados um delegado, três escrivães e dez investigadores. Os servidores serão responsáveis pela apreciação e lavratura de procedimentos”, informou o delegado.

Ainda de acordo com a autoridade policial, as demais Centrais de Flagrante (1° DIP, 6° DIP, 14° DIP, 19° DIP, DEHS, Deaai e Depca), que já funcionam em regime de plantão 24h, irão funcionar normalmente, bem como as demais especializadas e Distritos Integrados de Polícia (DIPs) de segunda a sexta, das 8h às 17h.

As informações são da assessoria