Delegacias Especializadas do interior atuam na apuração de delitos contra vulneráveis

Foto: Divulgação/SSP-AM

Crianças, idosos e mulheres vítimas de violência doméstica e familiar possuem atendimento especializado da Polícia Civil em dez municípios do Amazonas. É o trabalho das Delegacias Especializadas de Polícia (DEP), com equipe dedicada à apuração de delitos contra os vulneráveis.

Os municípios de Humaitá, Coari, Eirunepé, Itacoatiara, Lábrea, Manacapuru, Parintins, São Gabriel da Cachoeira, Tabatinga e Tefé possuem Delegacia Especializada de Polícia, que também é responsável por apurar atos infracionais, ou seja, o envolvimento de crianças e adolescentes em ocorrências criminais.

Em Manacapuru (a 68 quilômetros da capital), a maior demanda da DEP é de violência doméstica. Durante o ano passado, mais de 400 pedidos de medidas protetivas foram feitos à Delegacia, explica a titular da unidade policial, delegada Roberta Merly. “Temos muitos pedidos de medidas protetivas. Durante a pandemia, não teve um dia que nós não pedíssemos medidas protetivas”, disse.

Ainda conforme a autoridade policial, para coibir esses crimes, a Delegacia mantém contato e recebe apoio de outros órgãos, por meio da Rede de Proteção do Serviço de Atendimento às Vítimas de Violências Sexuais (SAVVIS), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e Conselho Tutelar.

“O SAVVIS tem uma equipe composta por psicólogos, assistentes sociais, enfermeiros. O Creas não só atende vítimas de violência sexual, mas como vítimas de violência doméstica, idosos e o Conselho Tutelar, que é aonde também chegam várias denúncias”.

Denúncias

Para denunciar crimes contra crianças, adolescentes, mulheres e idosos em Manacapuru, ligue 181, o disque-denúncia da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM). Também é possível fazer ligações ao disque 100. A DEP possui um “Linha Direta”, que opera com aplicativo WhatsApp, que é o (92) 98431-0210.

Com informações da assessoria