Desemprego chega a 13,7 milhões e bate recorde na pandemia, de acordo com o IBGE

Foto: Marcello Casal

O desemprego durante a pandemia do novo coronavírus voltou a crescer na quarta semana de agosto, comparada com a semana anterior. Os números atingiram o maior patamar desde o início da pesquisa, em maio.

Entre a terceira e a quarta semana de agosto, o número de desempregados aumentou em mais de 1 milhão no Brasil e chega a 13,7 milhões. A taxa subiu de 13,2% para 14,3%, a maior desde o início do levantamento, quando era de 10,5%.

A pesquisadora Maria Lucia Vieira destacou que o aumento do desemprego pode estar diretamente relacionado ao avanço da flexibilização do isolamento social, que ocorre em praticamente todos os estados do país.

Leia a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Manaus Alerta.