(Foto: Divulgação/SEAP)

Lágrimas, sorrisos e muita satisfação no olhar dos alunos, professores e das demais pessoas que tornam a educação possível nos presídios do Amazonas. Nesse cenário, foi realizado, nesta semana, o encerramento do ano letivo 2017 nas unidades prisionais para alfabetização, ensino fundamental e médio.

As aulas são ministradas pelos profissionais da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), em parceria com a Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap) e a co-gestora das unidades prisionais Umanizzare Gestão Prisional Privada. Entre as atividades desenvolvidas, os internos recebem aulas diárias de Ciências Humanas, Exatas, Tecnológicas, Biológicas e de Redação.

Em 2017, 466 detentos do Amazonas participaram do ano letivo, sendo destes 367 homens e 99 mulheres. Para o secretário de Estado de Administração Penitenciária, coronel da Polícia Militar, Cleitman Coelho, os incentivos na área de educação são fundamentais para o desempenho intelectual e para o bom comportamento dos presos.

Ressocialização

Durante a cerimônia, os detentos receberam brindes de final de ano e homenagens de reconhecimento pelo trabalho desenvolvido pelos educadores e pelas histórias de superação de alguns internos.

De acordo com a gerente técnica da Umanizzare da Unidade Prisional de Itacoatiara (UPI), Maria Domingas Printes, o trabalho de ressocialização é feito com muita e dedicação para que todos os reeducandos concluíssem o ano com êxito.

Com informações da assessoria