Cultura

Documentário ‘Ecovilas Brasil’ será exibido na Galeria do Largo

O evento terá entrada gratuita- foto: divulgação
Redação
Postado por Redação

Nesta quinta-feira (22), o documentário “Ecovilas Brasil – Caminhando para a sustentabilidade do ser”, de Rafael Togashi e Ilana Majerowics, será exibido na Galeria do Largo, localizada na Rua Costa Azevedo, 290, no Largo São Sebastião, a partir das 19h. O evento, que terá entrada gratuita, faz parte da agenda do Programa Espaço Aberto, promovido pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC).

Na ocasião, também acontecerá o lançamento do livro homônimo, organizado por Rafael e Ilana, em parceria com Isabel Valle. “Ecovilas Brasil” mostra a viagem de Rafael e Ilana por dez lugares, entre ecovilas, vilas e comunidades brasileiras, para conhecer seus aspectos e valores. O documentário busca desmistificar e esclarecer muitos aspectos da vida em comunidade, por meio de depoimentos daqueles que vivem essa experiência.

“Em 2014 fiz um financiamento colaborativo para iniciar o documentário, através de uma campanha de crowdfunding. A ideia era desmistificar esse tipo de vida com um olhar mais aprofundado nas relações humanas”, comenta Rafael, que estará em Manaus para o evento.

Entre os lugares que o documentário visita estão a Ecovila Terra Una (Liberdade, MG), inaugurada em 2004 e com uma população de 20 moradores; Ecovila El Nagual (Magé-RJ), criada em 1989 e composta por 5 moradores; Comunidade Dedo Verde (São Paulo – SP), inaugurada em 2013 e que tem 6 moradores; Ecovila Tibá (São Carlos – SP) de 2006 e 20 moradores; e a Comunidade Piracanga (Itacaré – BA) inaugurada em 2004 e que tem 220 moradores.

O livro

O livro ‘nasceu’ em 2016 e também foi produzido por meio de financiamento colaborativo. Consta da obra as experiências da dupla pelas dez comunidades que participaram do documentário e mais outras não visitadas à época.

Ao todo, são 30 textos dessas pessoas, cada uma em sua área de atuação que enriquecem a obra. São relatos sobre diversos assuntos como economia colaborativa, educação, bioconstrução e relacionamento.

“O livro faz uma espécie de costura dos relatos do documentário e dos depoimentos que a gente incluiu como forma de aprofundamento em cada segmento. Nossa intenção é sensibilizar e levar esta temática para pessoas que ainda não conhecem esse estilo de vida”, pontua.

Com informações da assessoria

Deixe um comentário