Doença misteriosa mata 2 crianças da mesma família em Codajás; outras seguem internadas

foto: divulgação

Foi internada nesta segunda-feira (2), mais uma vítima da doença misteriosa que matou duas crianças da mesma família em Codajás (240 km distante de Manaus). Ruanny Vitórida Silva Rolin, de 11 anos, sentiu os mesmos sintomas que os primos e foi internada no Hospital Geral do município e está sendo transferida para o Pronto Socorro da Criança, localizado na Zona Oeste da capital.

À equipe do Manaus Alerta, uma prima das crianças, que preferiu não se identificar, informou que Ruanny passou mal na última sexta-feira (29), havia melhorado e nesta segunda (2), voltou a se sentir mal. “Ela saiu na lancha estável, porém com os mesmos sintomas que os primos: Tontura, sonolência e perda dos movimentos inferiores”, explicou.

Além de Ícaro Gabriel da Silva, de 8 meses, e Ryan da Silva Silveira, de 5 anos, Maria Luiza da Silva, de 3 anos, irmã de Ryan, começou a sentir os mesmos sintomas que o irmão. Maria segue internada no Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio Pereira Machado.

A família ainda não sabe o verdadeiro diagnóstico. “Eles dizem que pode ser intoxicação alimentar, porém, o Ícaro Gabriel de 8 meses, a primeira criança que faleceu, só mamava leite materno, não comia comida ainda, então não tem como ser”.

Investigação

A Fundação de Vigilância em Saúde do Estado do Amazonas (FVS-AM) está investigando as mortes e, no último sábado (30), emitiu uma nota informando que médicos infectologista da Fundação de Medicina Tropical Heitor Vieira Dourado foi enviado ao município

O diretor-técnico da FVS-AM, Cristiano Fernandes, afirma que a investigação exige um trabalho criterioso da equipe enviada ao local.

“Nesse momento, é importante uma criteriosa avaliação epidemiológica, visto a possível associação entre os óbitos”, disse Cristiano.

Por Equipe do Portal Manaus Alerta