Dupla que fazia arrastões com arma alugada é presa em Manaus

Denúncias anônimas recebidas apontavam que a dupla realizava arrastões nas paradas de ônibus das Zonas Norte e Leste-foto: divulgação/SSP

Dois homens que faziam arrastões em paradas de ônibus de Manaus foram presos nesta segunda-feira (11) por policiais da Secretaria Executiva Adjunta de Operações (Seaop), da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM). A dupla formada por Leonardo da Silva Lima, de 20 anos, e Hudson de Souza Lopes, 21, estava com uma motocicleta sem placa quando foi abordada pelos policiais. A prisão ocorreu na rua 09, no bairro São José 3, Zona Leste de Manaus.

Além dos dois, um terceiro homem foi preso. Antônio Carlos de Oliveira Filho, 24, fazia parte do esquema. Ele receptava objetos roubados pela dupla e era responsável por alugar armas para as ações criminosas, segundo depoimentos prestados por Hudson e Leonardo. Nenhuma arma foi apreendida durante a ação policial. Objetos frutos de roubos foram apreendidos na casa de Carlos, no São José.

O secretário executivo adjunto de Operações, tenente-coronel da Polícia Militar, Klinger Paiva, explica que as denúncias anônimas recebidas apontavam que a dupla realizava arrastões nas paradas de ônibus das Zonas Norte e Leste. “Os informes que recebemos falavam que a dupla utilizava uma motocicleta vermelha para praticar os roubos, e as denúncias indicavam as características físicas dos dois homens. Com esses dados em mãos, a Seaop passou a monitorar os locais indicados, onde os mesmos costumavam atuar nos arrastões”.

Segundo Paiva, a motocicleta citada na denúncia foi localizada, o que motivou a prisão dos dois. O veículo estava sem placa e tinha chassi adulterado. Leonardo e Hudson confirmaram aos policiais que praticavam roubos em paradas de ônibus e disseram que alugavam um revólver calibre 38 e uma pistola para os crimes.

Armamento

Conforme relatos da dupla, Antônio Carlos fornecia armamento e aceitava objetos roubados, especialmente aparelhos celulares, como parte do pagamento do aluguel das armas. Na casa de Carlos, localizada na rua 5, no São José, os policiais encontraram 72 aparelhos de telefone celular, três tablets e um notebook. Na casa de Leonardo e Hudson, também no São José, os policiais localizaram quatro chaves de veículos.

Os três suspeitos foram conduzidos ao 9° Distrito Integrado de Polícia (DIP), junto com todo o material apreendido na ocorrência. Leonardo, Hudson e Antônio Carlos ficarão à disposição das autoridades.

Denúncias sobre ações criminosas podem ser feitas através do 181, que funciona 24 horas por dia, ou ainda através do telefone do WhatsApp de denúncias da Seaop (92) 99345-2848.

Com informações da assessoria