‘É caro demais para a União’, diz Bolsonaro sobre custo do auxílio emergencial

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a comentar sobre o custo do auxílio emergencial, que se encerra em dezembro deste ano. O mandatário do país disse que o benefício “é caro demais para a União”. A declaração foi dada durante discurso com cerca de cinco minutos, na cerimônia de ampliação do programa Abrace o Marajó, na cidade de Breves (PA).

No pronunciamento, o chefe do Executivo também se eximiu da responsabilidade pelo fechamento de comércios durante a pandemia, discurso que adotou em ocasiões anteriores. Bolsonaro já pediu a apoiadores que cobrassem de prefeitos e governadores pelo aumento na taxa de desemprego e impactos negativos na economia.

Leia a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Portal Manaus Alerta