Brasil

‘Ele era fã de Lázaro’, diz colega sobre caseiro que matou mulher

Foto: Reprodução

Dias antes de assassinar a mulher grávida, de 19 anos, e a enteada, de 2 anos e 8 meses, em Corumbá de Goiás, Wanderson Mota Protácio, 21, teria mostrado admiração e se declarado seguidor do maníaco Lázaro Barbosa. Ele vivia com a família em uma chácara no município goiano, situado a 135km de Brasília, e trabalhava no local como caseiro havia aproximadamente um mês.

No entanto, ao contrário do suspeito morto durante a operação de captura, Wanderson não demonstrava conhecimento sobre como sobreviver dentro da mata. Segundo os proprietários da chácara, Wanderson não tinha experiência, sequer, no trato com animais.

Wanderson dizia que tinha trabalhado em Olaria Santa Rita, em Vianópolis (GO). A documentação estaria travada no estabelecimento. Além disso, andava com camisas da empresa pela chácara. Usava trajes de manga comprida, que escondiam as tatuagens que tem pelo corpo.

Confira a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Manaus Alerta