Cidades Destaques

Em Manaus, 30 categorias prometem parar amanhã contra a reforma trabalhista

A expectativa é de que na terça-feira (9) sejam votados os destaques à proposta de reforma da Previdência.
Redação
Postado por Redação

Em Manaus, 30 categorias devem parar em ato contra uma greve geral nacional programada para amanhã (28) contra as reformas da Previdência e trabalhista propostas pelo governo do presidente Michel Temer (PMDB). Algumas categorias profissionais já confirmaram a adesão à paralisação.

Estão confirmados parar amanhã: Rodoviários, agropecuaristas, profissionais da saúde, trabalhadores dos transportes especiais, servidores federais, dentre outros professores das redes estaduais e públicas. Além de servidores da construção civil, metalúrgicos dentre outros. A expectativa é que algumas escolas particulares também possam aderir ao movimento.

A classe dos servidores públicos de Manaus também participará da grande mobilização. Entre eles, os servidores do Tribunal Regional do Trabalho 11ª Região (TRT-11), que foram liberados pela direção par aderirem ao movimento. Os demais servidores das esferas federal, estadual e municipal também vão aderir ao movimento.

“Essas reformas não trazem benefício algum à sociedade e os servidores públicos são tão prejudicados quanto qualquer outra classe trabalhadora, por isso, estaremos todos unidos na próxima sexta, lutando pela garantia dos nossos direitos”, diz o, vice-presidente do Sindicato dos Servidores da Justiça do Trabalho no Amazonas e Roraima (SitraAM/RR), Luis Cláudio Correa.

Entre as mudanças aprovadas estão:

– O fim da contribuição sindical obrigatória. O trabalhador que quiser contribuir vai ter que autorizar o desconto.

– Os acordos coletivos entre patrões e empregados vão prevalecer sobre a legislação trabalhista, desde que os princípios da Constituição sejam preservados.

– O trabalhador poderá dividir as férias em até três vezes, mas um dos períodos não poderá ter menos de duas semanas.

– Regulamenta o trabalho remoto, quando o empregado trabalha de casa, e o trabalho intermitente, quando o funcionário presta serviço de forma descontínua e recebe por tempo trabalhado, pode ser hora ou diária.

Comentários

comentários


Deixe um comentário