Cidades Destaques

Em Manaus, ações contra a malária são intensificadas

A premiação foi recebida pelo prefeito Raylan Barroso, durante cerimonia realizada em Washington, nos Estados Unidos.
Redação
Postado por Redação

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) abre, nesta terça-feira (25) a série de ações educativas programadas para marcar o Dia Mundial de Luta contra a Malária. Em todos os Distritos de Saúde, sob a coordenação das equipes da Gerência de Vigilância Ambiental e Epidemiológica (Gvae), serão levadas à população informações sobre a doença, visando ampliar a adesão a medidas preventivas, ao diagnóstico precoce e ao tratamento correto da malária. As atividades seguem até sexta-feira (28).

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, ressalta que a data, instituída pela Organização Mundial da Saúde (OMS), é oportuna para o compartilhamento de informações com a sociedade civil, visando o engajamento de todos no controle das condições de risco e na redução de casos.

Ainda de acordo com Homero, no cenário estadual Manaus tem papel fundamental nos processos de combate à doença porque a cidade possui significativa receptividade entomológica e vulnerabilidade para o processo de transmissão na área rural e algumas localidades urbanas.

O secretário diz que a conjuntura sócio-econômica que, entre outros problemas, favorece a ocupação desordenada de áreas de mata, propicia a disseminação da doença e a elevação do número de pessoas que adoecem. “A Prefeitura de Manaus tem buscado conciliar ações de diversos setores públicos em favor do controle da doença, por exemplo, associando ações de saúde e limpeza urbana”.

Dados

Segundo o Sistema de Informações de Vigilância Epidemiológica (Sivep Malária), do Ministério da Saúde, em 2016 foram notificados, em Manaus, 8.476 casos de malária, número 0,3% menor que o registrado em 2015 (8.501).

Em 2017, até o momento foram notificados 1.631 casos de malária em Manaus, o que representa uma redução de 51,3% dos casos em relação ao mesmo período de 2016, quando houve 3.348 registros da doença.

Com informações da assessoria

Comentários

comentários


Deixe um comentário