Polícia

Em Manaus, estuprador que usava bíblia confessa que não conseguia parar de cometer o crime

Ele será conduzido ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).
Redação
Postado por Redação

O técnico em Eletrônica Alder Ronaldo da Silva Maciel, 46, foi preso na manhã de ontem (10), na Travessa Ayrão, bairro Praça 14 de Janeiro, Zona Sul de Manaus, em cumprimento de mandado de prisão preventiva pelo crime de estupro.

Veja também: Homem que não conseguia parar de estuprar, já foi denunciado 9 vezes pelo mesmo crime

De acordo com informações da delegada Alynne Lima, titular do 16º Distrito Integrado de Polícia (DIP), as investigações em torno do caso foram iniciadas após uma jovem de 19 anos procurar a unidade policial e registrar um Boletim de Ocorrência (BO) por crime de estupro ocorrido no dia 8 agosto deste ano. Na ocasião, ela relatou que estava em via pública quando foi abordada por Alder.

“No momento da ação criminosa o infrator simulou estar em posse de uma arma de fogo e exigiu que ela entrasse no veículo que ele conduzia, da marca Renault, modelo Logan, de cor prata e placas OAO-4625. No interior do automóvel o infrator consumou o estupro e, sem seguida, abandonou a vítima em via pública”, declarou a delegada.

Conforme a autoridade policial, após a denúncia e o fornecimento detalhado das características do criminoso e do carro utilizado por ele no dia do crime, a equipe do 16º DIP produziu um retrato falado. Durante depoimento a jovem informou, ainda, que dentro do carro havia uma bíblia guardada no painel do veículo. No momento da prisão de Alder os policiais encontraram o objeto descrito pela vítima.

9 processos

Segundo a titular do 16º DIP, durante consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), foi constatado que o infrator responde a 11 processos na Justiça, sendo nove pelo crime de estupro. Diante disso, a autoridade policial representou mandado de prisão preventiva em nome de Alder.

Depoimento

A delegada ressaltou, ainda, que ao longo de oitiva na unidade policial o criminoso confirmou a autoria dos estupros. Ele argumentou que não consegue parar de cometer os atos libidinosos. O carro utilizado pelo suspeito no dia do crime pertence à companheira dele. O veículo foi apreendido para que as vítimas pudessem fazer o reconhecimento, mas será devolvido à proprietária.

Alder foi indiciado por estupro. Ao término dos procedimentos cabíveis no 16º DIP, ele será conduzido ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).

Comentários

comentários


Deixe um comentário