Em Manaus, idosos concluem curso de dança sobre rodas e recebem certificado

Foto: Altemar Alcantara/Semcom

Superação, palavra que define o desempenho dos idosos institucionalizados da Prefeitura de Manaus, após um mês do curso Dança sobre rodas para a Terceira Idade, encerrado na manhã desta terça-feira (17), nas dependências da (FDT), localizada na rua Dr. Thomas, 798, bairro Nossa Senhora das Graças.

“Estou muito feliz por ter participado deste curso, sou grata pela oportunidade de poder desfrutar dos momentos de aprendizado, lazer e diversão. Adoro arte e a dança para mim é qualidade de vida, me sinto valorizada e inclusa. Eu e meus amigos da FDT estamos com o coração transbordando de alegria e emoção por essa conquista”, disse a idosa Adélia Augusta, 78, residente da FDT há um ano.

As aulas tiveram início em agosto e foram realizadas todas as terças e quintas-feiras no turno matutino. A turma composta por 20 idosos residentes da FDT, sendo 13 cadeirantes, sete em grau de independência e seis idosos usuários do Parque Municipal do Idoso (PMI), recebeu certificado de conclusão do curso com carga horária de 15 horas. O encerramento contou também com a apresentação do Corpo de Dança do Amazonas, através do Projeto “CDA Visita” com os seus 20 bailarinos para apresentar um trecho do espetáculo “A Quem Será que se Destina”.

“Dentro dos projetos que viemos desenvolvendo, o “CDA Visita” tem como objetivo levar a inclusão para instituições através da arte, e poder participar deste encerramento do curso de dança para a terceira idade foi muito gratificante. Foi um momento de contribuir com a socialização levando cultura e a diversão, permitindo o acesso a um espetáculo que só atingiria quem vai ao Teatro”, disse o diretor artístico do Corpo de Dança do Amazonas, Getúlio Lima.

O curso de inclusão foi coordenado pela Fundação Doutor Thomas (FDT) em parceria com a Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), por meio da Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), que além dessa atividade, promove outros projetos para os idosos usuários do Parque Municipal do Idoso, como pilates para a terceira idade, dança de salão e a oficina ‘Exercitando a Memória’.

“O nosso trabalho é ampliar as possibilidades para um melhor desenvolvimento social dos idosos em Manaus. Esse curso teve como objetivo promover a integração dos idosos com deficiência através das artes, para que se sintam valorizados e tenham a oportunidade de um envelhecimento de qualidade”, disse a diretora do departamento de Educação da Espi/Semad, Jeânia Bezerra.

A qualidade de vida do público da terceira idade é uma das prioridades da gestão do prefeito Arthur Virgílio Neto, e a Fundação Doutor Thomas responsável pela coordenação da Política Municipal do Idoso preza e valoriza os idosos de Manaus.

“Essas atividades são de extrema importância nesta fase da vida, pois além de levar a cultura e o lazer traz benefícios para a saúde dos idosos, proporcionando melhoria nas capacidades física e mentais. Estamos bem felizes com o resultado deste curso, a parceria com a Espi/Semad tem sido muito exitosa, os projetos realizados sempre são positivos e abrem novas oportunidades para que os idosos tenham um envelhecimento saudável e de qualidade”, ressaltou a diretora-presidente da FDT, Martha Moutinho.

*Com informações da assessoria