Em Manaus, mãe faz campanha na internet para ajudar filho a fazer tratamento em SP

1745
Guilherme sofre de uma doença ainda sem diagnóstico reconhecido por especialistas de Manaus. (Foto: Divulgação)

Aos oito anos de idade, Guilherme Gomes se alimenta apenas de “peito de frango e arroz na água e sal e nada mais. Somente isso. O café da manhã e o lanche da tarde é mingau de arroz com um pouco de açúcar”, explica a mãe da criança Jussara Pinheiro.

Guilherme sofre de uma doença ainda sem diagnóstico reconhecido por especialistas de Manaus. Ao ingerir alimentos básicos como pão e macarrão, uma coceira intensa é causada no reto do menino.

Diante dessa situação, Jussara pede ajuda através de uma rede social criada para mostrar a rotina do filho no Instagram. Ela quer levar o filho para São Paulo em busca de um tratamento da doença.

View this post on Instagram

Olá titios e titias! Meu nome é Guilherme Gomes, tenho 8 anos e moro em Manaus-AM com meu irmão e minha mãe Jussara. Desde os 2 anos de idade eu sofro com uma coceira muito forte no reto e tenho várias reações como febre, dores e manchas vermelhas pelo corpo. Eu choro muito porquê acho minha vida triste, e isso também deixa minha mãe muito triste. Devido a minha situação de saúde, eu nunca fui a escola e também não posso comer NADA além de arroz com frango cozido com água e sal em TODAS as minhas refeições, pois ao longo do tempo minha mãe teve que tirar os alimentos que aumentavam a minha coceira. Meu sonho é comer Maçã do Amor e meu bolo de aniversário! Já fui a vários médicos e fiz inúmeros exames aqui em Manaus, mas infelizmente não tenho um diagnóstico correto com possibilidade de cura, não posso nem tomar remédios para amenizar a dor, pois eles pioram minha coceira. Esta vaquinha irá me ajudar a ir para outro estado a procura de uma cura, este valor é para cobrir gastos com passagens, estadia, alimentação durante o período que ficarei sob cuidados médicos em busca de viver minha infância brincando e estudando sem dor! TODA ajuda é bem vinda até de Compatilha já ajuda ☹

A post shared by guilherme Gomes (@guilhermegomes2011) on

Qualquer valor pode ser enviado através do link Ajude o Guilherme ou depositado em uma conta poupança na Caixa Econômica Federal: Agência 3898, Operação 013, Conta 00017365-0 no CPF 036.554.132.03 em nome de Jussara klivia Gomes Pinheiro.

Por Mauricio Max