Manaus

Crime passional: Dono de supermercado e esposa envolvidos na morte de sargento são procurados pela polícia

Foto: Reprodução

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) está a procura do empresário Joabson Agostinho Gomes e a sua esposa Jordana Azevedo Freire, suspeitos de serem mandantes do homicídio do sargento Lucas Ramon Silva Guimarães. De acordo com a delegada Marna de Miranda, a polícia fez buscas nos cinco supermercados e na residência dos donos. Eles não foram encontrados e na casa a polícia foi recebida por advogados do casal.

Lucas foi assassinado com três tiros na cabeça no dia 1º de setembro deste ano em uma cafeteria que pertencia ao sargento. Câmeras de segurança registraram o momento em que um atirador entra no local e atira contra o homem à queima roupa.

Ainda de acordo com a delegada,  o crime teria sido motivado por conta de uma relação extraconjugal entre Lucas e Jordana. A investigação aponta que Joabson mandou matá-lo ao descobrir que a mulher desviado R$ 200 mil da empresa para dar ao amante.

Joabson chegou a confrontar Lucas e o militar decidiu então, devolver o dinheiro ao empresário: “Lucas Ramon devolveu uma quantia de R$ 200 mil que foi pego por um funcionário do Vitória no Batalhão do Exército onde Lucas trabalhava. Inclusive nós temos fotos desse funcionário pegando a encomenda a pedido da dona Jordana”, explica a delegada Marna de Miranda.

A polícia acredita que a operação teria sido vazada, pois Jordana fugiu com o marido ontem a noite.

Em entrevista ao portal CM7, Joabson afirmou que não tem envolvimento com crime e que as acusações não tem fundamento. O empresário ainda disse que a polícia visitou uma das lojas da rede Vitória Supermercados.