Emenda de R$ 25 mil é destinada para associação de apoio à criança com HIV em Mananus

foto: divulgação

O vereador Carlos Portta (PSB) determinou que o objeto de destinação de sua Emenda de Lei Orçamentária Anual (LOA) 159/2019, no valor de R$ 25 mil, para serem executados no ano de 2020, fosse realocada para os serviços e manutenção da Associação de Apoio à Criança com HIV (AACH), Casa Vhida.

No recurso remanejado ao Fundo Manaus Solidária, responsável pelo repasse a entidade, o parlamentar sugeriu que o montante seja usado no atendimento médico, social, nutricional e psicológico aos menores portadores de HIV, atendidos pela instituição.

Inaugurada em 17 de dezembro de 1999, por um grupo de profissionais da área da saúde, envolvidos no atendimento a crianças portadoras do HIV, da Fundação de Medicina Tropical Heitor Vieira Dourado (FMT/HVD), a instituição atende hoje 15 crianças sob forma de acolhimento institucional. A Casa Vhida funciona também como creche e conta com uma infraestrutura especialmente planejada para atender esses menores.

As crianças recebem suporte psicológico, pediátrico, nutricional e medicamentos, além de cuidados especiais prestados pelos funcionários e pelas mães dos pacientes. Cerca de 832 crianças se beneficiam semanalmente da doação de leite, além de receber ajuda com roupas, calçados e alimentos não perecíveis.

O fornecimento de leite aos bebês filhos de mães portadoras do HIV é uma das prioridades da Associação, visto que a amamentação é contraindicada nesses casos.

“A associação conta com apoio de doadores para a manutenção dos serviços ofertados às crianças. O grupo oferece moradia definitiva ou temporária para os menores visando melhorar a qualidade de vida dos infectados pelo HIV. É um trabalho que valoriza a vida e faz toda diferença no futuro dessas crianças”, destaca Carlos Portta.

A entidade conta com a ajuda da comunidade e de voluntários. As doações também podem ser feitas direto na Associação, na rua Pedro Álvares Cabral, 395, Dom Pedro I. Mais informações podem ser obtidas pelos contatos (92) 3656-1250.

(*) Com informações do Dircom/CMM