Manaus

Empresas chegaram a recolher frota de ônibus por conta de violência na capital

foto: reprodução

Em razão do risco de novos ataques aos patrimônio público a frota de ônibus de Manaus foi recolhida neste domingo (6) mais cedo. A decisão partiu das empresas e foi confirmada pelo Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário do Amazonas (Sinetram).

O órgão informou por meio de assessoria que aguardava um posicionamento da Prefeitura de Manaus para poder retornar com o serviço que é essencial para a população. Amedrontados, motoristas e cobradores deixaram as garagens da companhias de ônibus e foram para a casa, ainda cedo pela manhã.

“Pedimos às autoridades públicas competentes imediatas e urgentes providências para a identificação dos criminosos e para a cessação da onda de violência a fim de que seja viabilizada a normalização do serviço essencial de transporte coletivo”, diz nota do Sinetram.

Retorno

Após reunião com a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) e a garantia de segurança à integridade física dos trabalhadores e da população, dada pela secretaria estadual, ficou definido o retorno da circulação a partir das 12h.

 

Portal Manaus Alerta