Manaus

Enfermaria de campanha montada no Delphina Aziz será deslocada para ajudar outros estados

Foto: Herick Pereira

A enfermaria de campanha montada pelo Exército Brasileiro na área externa do Hospital Delphina Aziz será desmobilizada nos próximos dias. A estrutura vai ser deslocada, a pedido do Ministério da Defesa, por meio do Comando Conjunto da Amazônia, para auxiliar outros estados brasileiros em situação mais crítica que o Amazonas, tendo em vista a redução na taxa de ocupação de leitos no estado e o aumento em outras partes do Brasil.

A unidade de campanha de 57 leitos clínicos foi ativada no final de janeiro, durante a fase mais aguda da pandemia no Amazonas, para dar suporte ao hospital de referência para o atendimento de casos da Covid-19, Delphina Aziz, numa parceria entre o Governo do Amazonas, o Ministério da Defesa e o Ministério da Saúde.

O secretário de Saúde do Amazonas, Marcellus Campêlo, ressaltou que, no momento, o estado está numa fase de equilíbrio entre oferta e demanda de leitos e, por isso, é possível deslocar a estrutura volante para outros estados da federação.

A taxa de ocupação de leitos clínicos no Amazonas estava em 62% nesse domingo (28/03), mesmo com a disponibilização de 36 leitos clínicos e nove Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) para os estados de Rondônia e Acre, pela operação Gratidão.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) já trabalha no planejamento visando a desmobilização da estrutura. A orientação é que a unidade não receba mais pacientes. Haverá uma otimização do uso dos leitos que estão ociosos no Delphina Aziz para atender a demanda atual, que está em queda no estado. Dos 286 leitos de enfermaria do hospital, 83 estavam livres no domingo.

Plano de Contingência 

O Hospital de Combate à Covid-19 Nilton Lins, outra unidade de referência no estado, tinha taxa de ocupação em 31% no domingo e 54 dos seus 80 leitos de enfermaria estavam vazios. Na atualização do Plano de Contingência, a unidade, concentrará, junto com o Delphina Aziz, as internações no momento de baixa da Covid-19, liberando os prontos-socorros João Lúcio, 28 de Agosto e Platão Araújo para outras necessidades de internações que estão em alta.

Com informações da assessoria