Por determinação do governador eleito, Wilson Lima, o futuro chefe da Casa Militar do Estado, coronel Fabiano Bó, da Secretaria de Infraestrutura, Carlos Henrique, e da Justiça e Cidadania, Caroline Braz, estiveram, nesta terça-feira, na área devastada pelo incêndio no bairro Educandos para acompanhar os trabalhos de assistência às famílias atingidas.

Um relatório com propostas de ações será entregue ao Governo do Estado. Entre as medidas propostas está a de adoção imediata de ações humanitárias, o pagamento de auxílio-aluguel e retomada, ainda pelo atual Governo, de obras do Prosamim para o local. A equipe também identificou a necessidade de criação de um protocolo de procedimentos para situações de calamidade pública, com objetivo de dar agilidade ao atendimento das vítimas.