Estagiários assistentes de alfabetização recebem homenagem da prefeitura

24
Foto: Érica Marinho/Semed

Prefeitura de Manaus, em parceria com o Instituto Ayrton Senna (IAS), promoveu na manhã desta sexta-feira (16), o “Dia de Valorização do Estagiário Assistente de Alfabetização”, no auditório da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), na zona Centro-Sul de Manaus. A ação envolveu os estagiários que fazem parte do Programa de Gestão da Alfabetização (PGA). Todos receberam certificados e prêmios.

O PGA foi implantado na rede municipal de ensino em 2018 com apoio do Projeto de Expansão e melhoria Educacional da Secretaria Municipal de Educação (Semed). Os projetos visam atingir a meta 5 do Plano Municipal de Educação (PME), que é alfabetizar todas as crianças no máximo até o fim do 3º ano do ensino fundamental.

O Dia de Valorização do Estagiário é uma forma de compartilhar as experiências de trabalho desenvolvido pelo professor e o assistente, além de reconhecer e valorizar o profissional que contribui para a melhoria da qualidade da educação municipal. Atualmente fazem parte do PGA, 200 estagiários que atuam em 400 turmas do 3º ano do ensino fundamental de 78 escolas municipais.

Os convidados foram surpreendidos com a apresentação cultural dos alunos do 3º ano da escola municipal Aristóphanes Bezerra de Castro, bairro Cidade de Deus, zona Leste da capital. Logo após participaram de uma palestra com o tema “Acadêmicos de Pedagogia: os desafios de alfabetizar” com a palestrante e professora mestre em Educação da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Raiolanda Camargo. Em seguida, foi realizada a socialização de práticas alfabetizadoras com os estagiários representados pelas Divisões Distritais Zonais (DDZ) da Semed.

A diretora do Departamento de Gestão Educacional (Dege) da Semed, Marcionilia Bessa, participou do evento e falou da importância dos estagiários para a secretaria e também para a vida profissional do futuro educador.

Durante a palestra, Raiolanda falou sobre o papel do professor e da família no processo de alfabetização e reforçou que não existe uma fórmula mágica para alcançar um bom resultado.

A estagiária Bruna Paes, que atua na escola municipal Paula Frassinetti, bairro da Glória, zona Oeste, foi uma das que falaram da experiência em participar do PGA.

*Com informações da assessoria