Polícia

Estes foram o que torturaram e mataram uma idosa de 83 anos em Manaus

O crime ocorreu por volta das 14h, no quintal da casa onde a vítima morava, na rua São Miguel de Tucumã, bairro Colônia Terra Nova- foto: Erlon Rodrigues
Redação
Postado por Redação

A Polícia Civil do Amazonas, representada pelo delegado Adriano Felix, titular da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), apresentou na manhã desta quinta-feira (11), sobre o cumprimento de mandado de prisão preventiva em nome de Eliomar da Silva Fonseca, 21, conhecido como “Leleco”, e apreensão de uma adolescente de 16 anos, autores de latrocínio que teve como vítima a idosa Lely Braga de Almeida, 83, ocorrido no dia 22 de dezembro de 2017.

De acordo com Adriano Felix, o crime ocorreu por volta das 14h, no quintal da casa onde a vítima morava, na rua São Miguel de Tucumã, bairro Colônia Terra Nova. A prisão de “Leleco” e a apreensão da adolescente foram realizadas pela equipe da Derfd na tarde de quarta-feira (10), por volta das 13h30, nas proximidades da rua onde aconteceu o crime. Segundo a autoridade policial, o mandado de prisão preventiva por latrocínio em nome de Eliomar foi expedido no dia 10 de janeiro deste ano, pelo juiz Henrique Veiga Lima, no Plantão Criminal.

Felix explicou que no dia do delito os infratores já estavam planejando praticar o roubo, pois a idosa tinha um comércio no bairro Colônia Terra Nova. “Na ocasião, a dupla pulou o muro da residência e fez uso de máscaras, com o intuito de não ser reconhecida. De forma bárbara e truculenta, enforcaram, amarraram e agrediram fisicamente a vítima, causando a morte dela. Após a ação, os infratores subtraíram do lugar R$ 500 em espécie”, declarou.

Tortura

A advogada da família da vítima, Maísa Morais, participou da coletiva e informou que a adolescente de 16 anos era vizinha da vítima e Eliomar morava nas proximidades da casa de Lely. “De forma premeditada, a adolescente e o comparsa planejaram invadir a casa de Lely e praticar esse crime. Uma idosa de 83 anos foi brutalmente torturada e deixada desfalecida por pessoas que ela ajudava é inaceitável. Queremos agradecer o empenho da equipe da Derfd na elucidação do caso em menos de 20 dias”, argumentou.

Eliomar foi indiciado por latrocínio. Ao término dos procedimentos cabíveis na Derfd, o infrator será levado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá permanecer à disposição da Justiça. Já a adolescente será encaminhada à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai). Ela irá responder por ato infracional análogo ao crime de latrocínio.

Comentários

comentários

Deixe um comentário