Estudantes brasileiros estão desesperados na Bolívia e ainda não receberam apoio do governo

''Sair de casa aqui é muito arriscado
''Sair de casa aqui é muito arriscado", disse estudante

Um estudante de medicina que está na Bolívia em Santa Cruz e tem familiares em Rolim de Moura entrou em contato com a redação do rolnews.com na tarde desta quinta-feira(31/10) relatando que estão ansiosos por alguma medida do governo brasileiro para que possam resgata-los.

Em decorrência da grave situação vivenciada na Bolívia, com a deflagração de greve, enfrentamentos de grupos políticos e com mortes confirmadas, e o fechamento das fronteiras terrestres e algumas aéreas, visando resguardar a integridade física e eventual retirada de brasileiros, que se encontram principalmente nas localidades de Santa Cruz, Cochabamba, Beni e Pando.

A primeira providência foi interpelar o Senhor Ministro das Relações Exteriores, Embaixador Ernesto Henrique Fraga Araújo, para que efetive urgente negociação diplomática com o Governo Boliviano, e sejam adotadas medidas emergenciais de segurança e a conseqüente retirada dos brasileiros daquele país.

Também por meio de ofício, foi solicitado ao Senhor Embaixador do Brasil na Bolívia, José Kin, que ultime os primeiros entendimentos com o Governo da Bolívia, no sentido de organizar a retirada de estudantes, para território brasileiro.

Diante da situação grave e da necessidade de ações emergenciais, também foi solicitado, a intervenção política do Deputado federal Lucio Mosquini e Senador Marcos Rogério, no sentido de efetivar conversações com o Itamaraty, visando atender emergencialmente os estudantes Brasileiros. Atualmente tem uma lista de 200 estudantes de Rondônia.

“Contudo a solicitação da comunidade brasileira ao Governo Federal não surtiu qualquer efeito, a situação está ficando cada vez mais crítica por aqui, a maioria desses estudantes são rondonienses, por isso o engajamento dos políticos do estado”.

O rolimourense afirmou que hoje (31) pela manhã recebeu uma mensagem no WhatsApp do próprio deputado federal Lúcio Mosquini, perguntando como estava a situação na Bolívia. “Na mensagem ele solicitou que fizéssemos uma lista de rondonienses para que ele solicitasse apoio do Ministério das Relações Exteriores e nos enviasse um avião da FAB, mas agora pouco o representante do consulado do Brasil aqui em Santa Cruz me ligou, conversamos por uns minutos mas ele me disse que ainda não houve nenhuma medida oficial por parte do governo”, relatou o acadêmico.

O estudante afirmou ainda que as manifestações de paro cívico já duram quase 02 semanas, As instituições financeiras aqui estão fechadas e muita gente está ficando sem dinheiro.

O estudante afirmou ainda que as manifestações de paro cívico já duram quase 02 semanas, As instituições financeiras aqui estão fechadas e muita gente está ficando sem dinheiro.

Fonte: RolNews