Estudantes de Maués terão hortas escolares na grade curricular de 2018

O ano letivo nas escolas da rede municipal de ensino da Terra do Guaraná começam nesta segunda-feira (5)- foto: divulgação/Assessoria

Além das aulas de matérias tradicionais como matemática, história e língua portuguesa, estudantes da rede municipal de ensino do município de Maués, passam a contar com uma nova disciplina no currículo do ano letivo deste ano: o cultivo de frutas, verduras e produtos regionais em espaços nas próprias instituições.

No total, cerca de mil alunos de 42 escolas – 12 na sede e 30 na Zona Rural – participarão do projeto Horta Escolar, criado pela prefeitura local para estimular hábitos alimentares saudáveis e ecologicamente corretos nos estudantes, com a inclusão da educação alimentar e nutricional no processo de ensino e aprendizagem.

A criação das hortas contará com o suporte de técnicos da Secretaria Municipal de Produção Rural, que também fornecerá as sementes, mudas, ferramentas e implementos necessários. Paralelamente às atividades práticas, os alunos também receberão orientações sobre economia doméstica, meio ambiente e combate ao desperdício de alimentos.

Na fase inicial do projeto, as frutas e hortaliças cultivadas nas hortas, integrarão juntamente aos produtos adquiridos dos pequenos e médios agricultores do município, a merenda escolar diária, mas de acordo com os interesses e a criatividade dos estudantes, cada unidade irá desenvolver suas próprias culturas.

“A proposta maior é que cada aluno possa depois, replicar essa experiência com sua família em casa, criando uma rede de consumo e de cultivo de alimentos naturais”, explicou o prefeito de Maués, Junior Leite.

Ainda de acordo com o prefeito, no final de 2018, as hortas serão avaliadas e as experiências mais criativas e inovadoras servirão de modelo para a implantação nas demais escolas da rede municipal de ensino.

Novas salas

O ano letivo nas escolas da rede municipal de ensino da Terra do Guaraná começam nesta segunda-feira (5), com cerca de 14 mil alunos matriculados em 172 escolas em funcionamento na sede e em comunidades ribeirinhas, rurais e Sateré Mawé.

Além da inclusão das hortas escolares na grade curricular deste ano, outro destaque do ano letivo são as 129 novas salas de aula que passam a integram o sistema, em um investimento de R$ 4,5 milhões realizados com recursos do próprio município.

Pelo segundo ano consecutivo, a prefeitura local realizará no início do mês de março, a entrega de milhares de kits escolares, uniformes e mobiliários que serão utilizados por estudantes, professores e demais profissionais que atuam nas escolas municipais.

Com informações da assessoria