Amazonas

Estudantes de Novo Airão buscam protagonismo juvenil por meio de ações e projetos sociais

Foto: Divulgação

Desde que passou a integrar o “Escola Ativa”, uma parceria da Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc-AM) com o Instituto de Corresponsabilidade pela Educação (ICE), a Escola Estadual de Tempo Integral (EETI) Danilo de Mattos Areosa, localizada no município de Novo Airão, a 115 km de Manaus, tem reorganizado suas atividades com foco nos pilares principais do programa: o protagonismo juvenil e o Projeto de Vida dos estudantes.

Com isso, a unidade de ensino implantou, em 2019, uma nova disciplina em sua grade curricular, intitulada Protagonismo Juvenil, com o objetivo de apresentar aos alunos do Ensino Médio maneiras de se tornarem, como o próprio nome indica, protagonistas de suas próprias histórias.

“A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) preconiza a interface efetiva entre a escola e a comunidade, onde o aluno está inserido na busca de possíveis soluções para os problemas enfrentados. O desenvolvimento dos jovens protagonistas é o objetivo principal da proposta pedagógica do [programa] ‘Escola Ativa’, em execução nas escolas de ensino em Tempo Integral do Amazonas”, destacou o coordenador de Tempo Integral, Márcio Bentes.

Por meio do diálogo, os professores Clodoaldo dos Santos Barboza e Daniela Maria de Lima Melo dos Santos ajudam o estudante a estruturar seu Projeto de Vida, estipulando qual o curso (técnico ou superior) que deseja ingressar e quais caminhos seguir para, enfim, conquistar seu objetivo. Para que obtenham sucesso nessa jornada, os profissionais auxiliam o aluno na elaboração de uma agenda de estudos, pontuando os principais exames e vestibulares, por exemplo.

De acordo com o gestor da EETI Danilo de Mattos Areosa, Júlio Higino de Mattos Vieira, a ideia é que os estudantes iniciem, ainda na escola, a vida que desejam seguir após a conclusão do Ensino Médio. “Dentro dessa visão, nossos alunos passaram a se engajar em diversas atividades de cunho social e ambiental”, revelou o gestor da unidade.

Por conta da pandemia da Covid-19, as orientações presenciais da disciplina precisaram ser remanejadas para o ambiente virtual. Mesmo assim, Júlio pontua que o engajamento dos discentes não diminuiu. “Eles [os estudantes] ficaram superanimados quando o ‘Escola Ativa’ foi anunciado e compraram demais a ideia do programa. Claro que, por conta das aulas remotas, surgiram alguns obstáculos pelo caminho, mas nada que pudesse tirar a motivação dos nossos alunos”, acrescentou.

Integração

Para driblar os desafios impostos pela pandemia, a EE Danilo de Mattos Areosa desenvolveu um trabalho essencial de mobilização dos estudantes, que integrou toda a comunidade escolar.

“Durante esse período, o trabalho de Busca Ativa realizado pela equipe escolar foi fundamental para que ajudássemos nossos alunos a manterem o foco não somente na disciplina, mas em todo o ano escolar. Nesse quesito, o contato do pedagogo com a família dos estudantes foi de extrema importância para que pudéssemos dar continuidade às atividades”, explicou Júlio.

De acordo com ele, além do contato por ligação telefônica e aplicativo de mensagens, a unidade realizou também visitas domiciliares, quando necessário. “Era importante que os alunos não perdessem o estímulo e que continuassem estudando”, completou o gestor.

Engajamento

Um dos estudantes atendidos pela disciplina Protagonismo Juvenil, o jovem Ian Bencivenni Clark, da 2ª série, desenvolveu um projeto voltado à solidariedade e realizou a entrega de cestas básicas às 15 comunidades da reserva extrativista do Baixo Rio Branco e Rio Jauaperi. “Essa ação foi feita por pessoas que acreditam na solidariedade. Ao todo, foram distribuídas 250 cestas, seguindo todos os protocolos e medidas de enfrentamento à Covid-19”, afirmou Ian.

Ele, que nasceu e morou a vida toda próximo ao Rio Jauaperi, procedeu ainda com a segunda soltura de quelônios, ação que faz parte do projeto de preservação das quatro espécies existentes no rio. “Sinto-me muito feliz em apoiar essa iniciativa. Ajudar as pessoas e a natureza me faz sentir realizado”, finalizou o aluno da EE Danilo de Mattos Areosa.

Dentro da disciplina, os estudantes da unidade executaram também atividades que tivessem impacto no meio ambiente, tanto nas áreas próximas à escola quanto na praia do município. “Coordenados pela professora mestra Mayara de Araújo Silva e pelo professor especialista Mário Jorge Carmim, nossos alunos realizaram atividades de limpeza e conservação nesses espaços”, reforçou Júlio Higino.

Escola Ativa

O projeto está presente em 18 estados brasileiros e foi concebido a partir de uma visão do jovem que, ao final da Educação Básica, constitua uma forte base de conhecimentos e valores; não seja indiferente a problemas reais que estão no seu entorno e se apresente como parte da solução; e agregue um conjunto amplo de competências que o permita continuar seu aprendizado nas várias dimensões do seu cotidiano, executando o seu Projeto de Vida.

O Projeto de Vida é o eixo central do “Escola Ativa”, cujas ações devem contribuir na formação dos jovens estudantes para que sejam levados a refletir sobre seus sonhos, ambições e o que desejam para as suas vidas.

Com informações da assessoria