Estudo sobre raiva humana é selecionado para apresentação internacional

Foto: Divulgação / Semsa

O estudo “Características do Atendimento antirrábico no período de 2017 a 2020 na cidade de Manaus”, produzido por profissionais da Prefeitura de Manaus, foi selecionado para apresentação, em formato pôster, na 31ª Conferência Internacional Anual sobre a Raiva nas Américas, que tem o objetivo de promover a apresentação e discussão de pesquisas nas áreas de vigilância, controle e prevenção da raiva.

Autora principal do trabalho, Josimara Fernandes de Moura, servidora da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), explica que o pôster foi produzido a partir de informações do Programa de Profilaxia da Raiva Humana, executado pelo Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica (Devae/Semsa), para reduzir a possibilidade dos casos da doença em humanos mediante o controle da raiva em animais domésticos e a profilaxia em casos de acidentes ou contato com animais potencialmente transmissores da raiva, como cães, gatos e morcegos.

“O trabalho selecionado para a conferência leva em consideração as informações sobre pré-exposição, pós-exposição e reexposição de pessoas que foram agredidas por animais que podem transmitir a raiva para humanos, avaliando o número de pessoas que iniciaram o tratamento, a taxa de abandono de tratamento e da aplicação de vacinas”, explicou Josimara.

A Conferência Internacional sobre a Raiva nas Américas, que este ano acontece em formato on-line, foi iniciada na quarta-feira, 28/10, e será encerrada na sexta-feira, 30/10. De acordo com a diretora do Devae/Semsa, enfermeira Marinélia Ferreira, a reunião científica é organizada anualmente por uma organização internacional, não governamental, sem fins lucrativos, com enfoque profissional na raiva, reunindo profissionais médicos e veterinários, pesquisadores e estudantes.

“Trabalhos produzidos por pessoas de vários países são inscritos para a conferência e a seleção para apresentação é um reconhecimento das ações executadas pela gestão Arthur Virgílio Neto, mostrando a qualificação dos serviços no atendimento à população”, afirma Marinélia Ferreira, lembrando que os pôsteres selecionados para a conferência podem ser carregados no Twitter, o que permite interação com os autores. Mais informações podem ser acessados no site https://www.ritaconference.org/pt-br.

Dados

De acordo com dados do Programa de Profilaxia da Raiva Humana, Manaus registrou um total de 29.133 atendimentos entre 2017 e julho de 2020, com o maior número de casos notificados no ano de 2019 (8.729). Em relação às pessoas que iniciaram a o tratamento (profilaxia), houve um acréscimo de 8,25% em 2018, em relação a 2017, seguido de uma redução de 38,73% em 2019.

“Os números mostram que a continuidade da vigilância e a educação da população e dos profissionais de saúde são necessárias para reduzir o número de abandonos do tratamento e o número de agressões”, destacou Josimara Moura.

Toda pessoa que for agredida por animal (cães, gatos etc.) deve procurar assistência médica e, conforme avaliação, receber a profilaxia, vacinação ou soro-vacinação, com o animal, quando possível, passando por um período de observação. As medidas profiláticas têm o objetivo de evitar que o paciente, caso agredido por um animal, corra o risco de desenvolver a raiva humana.

(*) Com informações da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa)