Evo Morales sai em defesa de Maduro e condena “tentativa de golpe”

Presidente boliviano ainda acusou o governo dos Estados Unidos de financiar atos de parte da direita na Venezuela. Foto: Daniel Blanco/Anadolu Agency/Getty Images)

O presidente da Bolívia, Evo Morales, saiu em defesa do governo de Nicolás Maduro na Venezuela e condenou o que chamou de “tentativa de golpe de Estado” no país. Por meio de sua conta no Twitter, Morales atribuiu a tentativa de golpe à “parte da direita que é submissa aos interesses estrangeiros”.

“Condenamos energicamente a tentativa de golpe de Estado na Venezuela, por parte da direita que é submissa aos interesses estrangeiros. Estamos certos de que a valorosa revolução bolivariana pensada pelo irmão Nicolás Maduro se imporá a este novo ataque do império”, postou Maduro na manhã desta terça-feira (30/04/2019)

Maduro também acuou o governo dos Estados Unidos de promover o golpe de Estado e a violência no território venezuelano e pede união dos governos da América Latina contra o golpe.
As tropas aliadas ao governo de Maduro avançaram contra a população, que protesta na capital do país, Caracas, após convocação do autointitulado presidente interino do país, Juan Guaidó. Guaidó sustenta que, inicialmente, convocou uma “manifestação pacífica” e que, após a chegada dos veículos militares do atual regime, se transformou em confronto. Guaidó convocou a população e as forças nacionais a “lutar contra a usurpação”, referindo-se ao governo de Nicolás Maduro.

Fonte: Metrópoles