Ex-vereador e esposa são presos por aplicar golpes no interior do AM

Além desse crime, Magom e a companheira já respondem na Justiça por homicídio, dois estelionatos e falsificação de documentos públicos - Foto: Reprodução/Portal Manaus Alerta

O ex-vereador de Presidente Figueiredo (distante a 107 quilômetros de Manaus), Maurício Gomes de Souza, 43, conhecido como ‘Magom’, e a esposa dele, Maria Jussara da Silva Marreiro, 32, foram presos após cumprimento de mandados de prisão em nome dos dois, na tarde de quarta-feira (9), pelo crime de estelionato na venda de um imóvel alugado, no valor de R$ 2,6 milhões.

A prisão do casal ocorreu em um condomínio de luxo, situado no bairro Ponta Negra, Zona Oeste da capital, durante ação deflagrada pela Polícia Civil do Amazonas (PC-AM).

Segundo o delegado adjunto da Delegacia Especializada em Roubo, Furtos e Defraudações (DERFD), as investigações em torno de Maurício e Jussara se iniciaram após ser registrado, no mês de julho, um Boletim de Ocorrência (B.O.) relatando que a dupla teria vendido um imóvel onde morava alugado, no valor de R$ 2,6 milhões, por meio de uma procuração falsa. A partir disso, a equipe de investigação passou a monitorar os infratores e foi instaurado o procedimento em torno do caso.

Durante as investigações, foi constatado, de fato, que o casal havia cometido o crime. A partir disso, o titular da DERFD reapresentou à Justiça o pedido de prisão em nome de Maurício e Jussara.

Além desse crime, Magom e a companheira já respondem na Justiça por homicídio, dois estelionatos e falsificação de documentos públicos.

O casal foi indiciado por estelionato. Ao término dos procedimentos cabíveis no prédio da DERFD, Maurício será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM). Já Jussara será conduzida ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), onde ficará a disposição da Justiça.

Por equipe do Portal Manaus Alerta (com informações da assessoria)