Exército é impedido de transferir pacientes com covid-19 em Roraima, diz site

foto: Josué Ferreira/Roraima EmTempo

Um impasse entre autoridades impediu que pacientes internados com covid-19 fossem transferidos do Hospital Geral de Roraima (HGR) para Hospital de Campanha para covid-19 montado em Boa Vista (RR). De acordo com informações do site local Roraima EmTempo, uma equipe da Operação Acolhida do Exército Brasileiro, foi impedida de entrar no HGR, neste sábado (20). Várias ambulâncias tiveram que ficar aguardando na frente do Pronto Atendimento Airton Rocha.

Segundo informações apuradas pelo site Roraima EmTempo, na noite da última sexta (20), os pacientes passaram por triagem por um médico do Ministério Público daquele Estado (MP-RR). Porém, a direção do hospital não aceitou a triagem, alegando que o responsável pela triagem, não seria médico. De acordo com a reportagem, foi necessária a presença do governador Antônio Denarium (sem partido) para resolver o impasse.

Samel x Prefeitura de Manaus

Este já é o segundo impasse entre autoridades envolvendo o hospital de campanha em Roraima, em menos de uma semana.  A Prefeitura de Manaus e o grupo Samel protagonizaram na última quarta (17) um conflito envolvendo equipamentos de saúde do Hospital de Campanha Municipal Gilberto Novaes.

O presidente da empresa hospitalar amazonense, Luís Alberto Nicolau, usou a página da Samel no Facebook, para reclamar de ter sido impedido pela Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semed), de transportar equipamentos para outro hospital de campanha em Roraima, que será administrado pela empresa amazonense. Os equipamentos haviam sido fornecidos pelo próprio grupo Samel e pela empresa do Polo Industrial de Manaus, Transire.

Por outro lado, a Prefeitura alega que foi surpreendida por membros da Samel e do Exército brasileiro, tentando levar os equipamentos, sem que fossem realizados os trâmites legais de transparência administrativa de saída dos equipamentos. “Assim sendo, para que haja o transporte para outro local é necessário seguir, rigorosamente, o que preconiza a norma: um termo de cessão, convênio, doação, ou um procedimento de requisição”, diz a nota.

No fim das contas, o equipamento foi emprestado ao Hospital de Campanha de Roraima.

Portal Manaus Alerta