Faculdade particular de Manaus é notificada pelo Procon-AM, após denúncias

foto: João Pedro Sales/Procon-AM

O Instituto Estadual de Defesa do Consumidor (Procon-AM) notificou uma faculdade particular de Manaus e pediu esclarecimentos sobre reclamações feitas por um grupo de alunos do curso de Biomedicina. A instituição tem 48 horas para apresentar resposta junto ao órgão.

Nesta terça-feira (18), um grupo de alunos esteve na sede do Procon-AM. Segundo eles, a instituição os impede de cursar a disciplina de Estágio Supervisionado, mesmo com as mensalidades quitadas. Eles relatam ainda que não foram ministradas aulas on-line durante a pandemia de Covid-19.

“Sou impedido de usar a bolsa por não ter concluído o estágio, sendo que já estou no último período. Procurei a instituição e não deram o suporte. Além disso ainda nos bloquearam nas redes sociais por reclamar. Desde março tento resolver o problema, mas não tive nenhum resultado, então resolvi buscar o Procon para me ajudar a resolver tudo isso”, afirma o estudante Marcos Bruno, um dos alunos que participaram da reunião na sede do Procon-AM.

Com isso, o órgão assinou uma notificação, que pede que a faculdade preste esclarecimentos sobre as reclamações apresentadas, além de informar as providências já adotadas para garantir a continuidade das atividades e minimizar os prejuízos dos alunos. O Procon-AM solicita ainda que a instituição indique os canais de atendimento disponíveis aos alunos, com dias e horários de funcionamento.

“Recebemos a comissão de alunos e entendemos o problema apresentado. A notificação é a oportunidade da instituição corrigir o problema. Os alunos estão atrasados, e cada um tem tido um prejuízo diferente. O próximo passo será buscar na instituição a solução para os problemas dos consumidores. O Procon-AM reitera o seu compromisso com a defesa dos direitos dos consumidores e da sociedade amazonense”, afirma o diretor-presidente do órgão, Jalil Fraxe.

Contatos

O Procon-AM já retomou os atendimentos presenciais, que ocorrem apenas mediante agendamento pelo (92) 3215-4009. Os consumidores podem abrir reclamação também pelos números 0800 092 1512, (92) 3215-4012, 3215-4015 e pelos e-mails [email protected] e [email protected]

Com informações de assessoria