Famílias afetadas pela crise em Manaus serão prioridade, segundo Amazonino

Foto: Aguilar Abecassis

O candidato à prefeitura de Manaus, Amazonino Mendes (Podemos), afirmou que uma das suas prioridades, caso eleito, é o amparo às famílias afetadas pela crise gerada pela pandemia do novo coronavírus. Dentre as ações, a adoção de programa de auxílio financeiro, o Cartão Direito à Vida, e de financiamento para pequenos empreendedores, através do Banco da Gente, para geração de emprego e renda e implantação de novos negócios.

Amazonino também fez uma reflexão sobre o processo eleitoral, em transmissão ao vivo realizada na noite de quinta-feira (12). Ele alertou com relação às candidaturas que disputam o pleito com apoio de grupos envolvidos em corrupção na saúde.

O candidato destacou que a Prefeitura vai socorrer o cidadão que sofre as consequências econômicas da pandemia. O Cartão Direito à Vida, que vai ser retomado, foi criado por ele bem antes do surgimento do Programa Bolsa Família do governo federal. Na última gestão como prefeito, Amazonino também implantou o Programa Bolsa Família Municipal. Com o programa, beneficiou cerca de 56 mil famílias de Manaus.

“É fundamental cuidar das pessoas. O auxílio emergencial surgiu aqui. Fomos os primeiros a editar um programa do tipo, que eu chamei de Direito à Vida. A minha intenção, ao idealizar o programa, foi buscar um equilíbrio melhor na sociedade, ajudando às famílias mais sofridas”, relembrou.

Alerta

Em vídeo divulgado durante a live, Amazonino, que já demonstrou toda a sua indignação com os escândalos na saúde, se mostrou surpreso com a troca de acusações que ocorreu entre dois candidatos a Prefeitura, envolvendo desvios no setor.

“Durante todos esses anos de vivência e experiência política nunca vi o que aconteceu agora. Essas acusações mútuas entre dois candidatos, feias, horríveis, que demonstram claramente a culpabilidade de ambos. Podemos aceitar?”, questionou.

No vídeo, o alerta é para as questões em jogo no processo eleitoral e a importância da escolha do novo prefeito. Ao eleitor, pede que faça uma reflexão ao votar, neste domingo (15/11), sobre quem quer para administrar a cidade: se pessoas envolvidas em escândalos da saúde ou alguém como Amazonino, que tem experiência e já mostrou que realizada, que entrega.

Balanço

Amazonino Mendes fez um balanço do primeiro turno e informou que a campanha da sua coligação obedeceu às recomendações das autoridades de saúde e da Justiça Eleitoral, na prevenção à Coviv-19, doença que já vitimou milhares de pessoas no estado.

“A gente tem que ter a responsabilidade, sobretudo de cidadão. Eu nasci no meio do povo. Mas é preciso ter consciência, preservar a vida das pessoas”, disse Amazonino.

Ele também comentou sobre a situação do estado no pico da pandemia. “O Amazonas ficou visto, lamentavelmente, como o estado que brincou com saúde pública, setor pelo qual eu sempre tive a maior responsabilidade em gerir, tanto como governador quanto como prefeito. Me conforta o legado deixado na saúde pelas minhas administrações”, destacou.

Em suas gestões foram construídos os principais hospitais de Manaus, como o Francisca Mendes e o Pronto-Socorro Dr João Lúcio, as maternidades, os hospitais infantis, os Centros de Atenção Integral à Criança (CAIC) e à Melhor Idade (CAIMI), Unidades Básicas de Saúde (UBSs) em formato ampliado – as Casonas de Saúde, entre tantas realizações.

Amazonino Mendes disputa a eleição em chapa puro sangue com o deputado estadual Wilker Barreto (PODEMOS) e lidera todas as pesquisas de intenção de votos.

Para assistir a live do “Negão 19”, basta acessar as redes sociais de Amazonino no Facebook (AmazoninoAMendes); Instagram (amazoninomendes) e YouTube (AmazoninoMendes).

As informações são da assessoria.