Ricardo Boechat e Silas Malafaia (Foto: Reprodução)

Os fãs, seguidores e fiéis de Silas Malafaia viram a morte do jornalista Ricardo Boechat como uma espécie de “vingança” ou “punição” divina por causa das suas palavras no passado sobre o pastor, a quem mandou “procurar uma rola”.

No entanto, em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, Silas Malafaia foi de encontro ao que disseram seus discípulos e declarou: “Não trabalho com um Deus que se vinga porque alguém me xingou. Então tinha que morrer um monte aí, sou caluniado a todo momento”.

Os “cristãos”, todavia, permanecem com o mesmo pensamento e continuam declarando nas redes sociais que “procurar problema com os de Deus é o mesmo que cometer suicídio” e “ninguém se levanta contra os ungidos do Senhor”.

Mas Silas Malafaia pondera: “Ele [Deus] pode até discordar do que Ricardo Boechat dizia, mas é inegável que ele era um grande jornalista. Sou 100% contra Lula, mas desconhecer que ele é uma liderança é ignorância da minha parte. Só posso pedir que Deus console sua família, a perda não e uma coisa fácil pra ninguém”.

RELEMBRE A POLÊMICA

A polêmica entre os dois aconteceu em 2015. Na época, Ricardo Boechat havia associado à intolerância religiosa a agressão sofrida por uma menina de 11 anos em seu programa na rádio BandNews FM. A criança tinha sido apedrejada na cabeça por ser praticante do candomblé.

Silas Malafaia então alfinetou em seu Twitter: “Avisa ao jornalista Boechat que está falando asneira, dizendo que pastores incitam os fiéis a praticarem a intolerância. Verdadeiro idiota. Desafio Boechat para um debate ao vivo. Falar asneira no programa de rádio sozinho, é mole, deixa de ser falastrão. Não incite o ódio”.

O jornalista leu o tuíte no ar e revidou: “Ô Malafaia, vai procurar uma rola, vai. Não me enche o saco. Você é um idiota, um paspalhão. Um pilantra. Tomador de grana de fiel, explorador da fé alheia. E agora vai querer me processar. Você gosta muito de palanque, não vou te dar palanque porque você é um otário”.

Segundo o pastor, como Ricardo Boechat previu, ele de fato o processou, mas não pelo palavrão. Silas Malafaia entrou na Justiça por ter sido chamado de “tomador de grana de fiel, explorador da fé alheia”.

Numa audiência de conciliação, eles fizeram um acordo, e o jornalista retirou o que havia falado em seu programa. No dia, Silas Malafaia escreveu no Twitter: “Ricardo Boechat, em seu pgm de hj na Band, retirou as palavras q feriram a minha honra. Independente d justiça, isso mostra a sua grandeza”.