Flagrante de condutores dirigindo alcoolizados bate recorde em Manaus

foto: divulgação/Detran-AM

As operações de fiscalização de trânsito e da Lei Seca realizadas, no último fim de semana, pelo Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) bateram recorde histórico de flagrantes de pessoas dirigindo sob o efeito de bebida alcoólica. Foram 62 testes positivos de bafômetro entre a noite de sexta-feira (21) e a noite deste domingo (23).

“Nunca, na história do Núcleo Especializado em Operações de Trânsito (Neot) do Detran Amazonas, havíamos pego tantos motoristas dirigindo embriagados. Tirando o período de carnaval, que é uma situação atípica, esse foi o maior número de testes positivos para alcoolemia já registrado num único final de semana”, afirmou Victor Mansur, coordenador-geral do Neot.

O recorde anterior era de 55 testes positivos para alcoolemia, registrados no último final de semana do mês de junho. “Desde que nós voltamos com as operações, nosso foco tem sido tirar das ruas de Manaus esses condutores que insistem em beber e dirigir”, enfatizou Mansur.

Sábado

Dos 62 flagrantes de alcoolemia feitos no final de semana, 40 foram registrados somente nas blitze realizadas no sábado (22). Esse número é igual ao registrado no último dia oito de junho, que foi considerado o recorde de motoristas flagrados em um único dia, dirigindo sob o efeito de bebida alcoólica.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), quem for pego dirigindo sob o efeito de bebida alcoólica tem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) recolhida e passa a responder a processo para suspensão do documento. Além disso, o condutor é multado em R$ 2.934,70. Ele também pode ter o veículo removido caso não haja pessoa habilitada e sóbria para assumir a direção.

Autuações

Durante o último final de semana, mais de mil veículos foram abordados nas blitze do Detran. Elas ocorreram em vias dos bairros Parque 10, Santa Etelvina, Parque São Pedro e Colônia Japonesa.

Ao todo, 361 motoristas foram autuados por outras infrações de trânsito e 66 veículos foram removidos por irregularidades. Outros dois condutores acabaram detidos por desobediência e levados à delegacia.

Um desses casos aconteceu no sábado, quando um motociclista, 33 anos, fugiu da blitz e acabou perdendo o controle da moto. Ele estava acompanhado de uma pessoa sem capacete, que acabou se ferindo e precisou ser encaminhada ao Pronto-Socorro. O condutor, além de ser multado por estar conduzindo pessoa sem o equipamento de segurança, também foi autuado criminalmente pela desobediência à ordem de parada dos policiais.

Com informações de assessorias