Fundação Alfredo da Matta celebra 65 anos com lançamento de Guia Científico e homenagem a servidores

Foto: Tacio Melo/Secom

A Fundação Alfredo da Matta (Fuam) realizou evento que marcou o encerramento das comemorações pelos seus 65 anos de história nesta sexta-feira (30/10), no Centro de Convenções Vasco Vasques, zona centro-sul de Manaus. A programação contou com o lançamento de publicações como o “Guia Científico”, além de homenagens a servidores.

O evento comemorou a execução de projetos que visam a organização e a modernização da gestão administrativo-financeira, sem perder o compromisso com a saúde da população.

“Estamos partindo para um contexto muito importante, que é atender doenças raras, ampliando o leque de atendimento em Dermatologia Especializada. Implantamos tecnologias de diagnóstico, por exemplo biologia molecular, automatizamos todos os nossos laboratórios. Estamos iniciando um processo fundamental, que é a digitalização de 700 mil prontuários médicos manuais para tornar o prontuário eletrônico uma realidade. Hoje culmina, então, com o coroamento de tudo isso, que é reconhecer todas as autoridades e servidores que nos ajudaram nessa trajetória”, pontuou o diretor-presidente da Fuam, Ronaldo Amazonas.

O secretário de Saúde do Amazonas, Marcellus Campêlo, ressaltou a importância da Fundação e do trabalho integrado entre as unidades para fortalecer o sistema de saúde do estado.

“Nós temos aí o programa Saúde Amazonas, no qual a Fuam já se inseriu, incluindo seus projetos. Isso é muito importante porque nós vamos, cada vez mais, trabalhar em rede na saúde, no Amazonas. Todas as ações que foram desenvolvidas no passado estão sendo desenvolvidas no presente, nós estamos fortalecendo para que, nos próximos 65 anos, a Fundação Alfredo da Matta seja, ainda mais, referência mundial nas suas especialidades e nos ajude a formar uma das melhores redes de saúde do Brasil, que seremos no futuro”, destacou Campêlo.

Publicações – Durante a solenidade comemorativa foi lançado o “Guia Científico”, contendo toda a produção científica da Fuam, desde 1982 até 2020. O material será disponibilizado no site da Fundação, www.fuam.am.gov.br.

Também houve o lançamento do Informe Institucional, que mostra as ações desenvolvidas pela instituição, incluindo dados epidemiológicos das doenças tratadas na fundação; e ainda, dos chamados “Álbum sobre Hanseníase” e “Álbum sobre doenças dermatológicas”, publicações que vão ficar à disposição da assistência para orientar pacientes; além da Cartilha do Usuário, importante instrumento que passará a ser entregue aos pacientes, informando sobre os serviços ofertados pela Fuam.

A cerimônia contou, ainda, com o lançamento de um vídeo institucional. A programação comemorativa encerra na noite desta sexta-feira (30/10), com apresentação do Corpo Artístico da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa e um espetáculo da Orquestra de Violões. As apresentações serão no Teatro Amazonas, especialmente para servidores e convidados, mantendo todos os protocolos de segurança.

Premiações – Outra atividade em alusão ao aniversário de 65 anos da Fundação Alfredo da Matta (Fuam) foi a Semana Científica, com a realização do Prêmio Paic (Programa de Apoio à Iniciação Científica), realizado em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam); e Prêmio Científico Dr. Alfredo Augusto da Matta, resgatado em 2020, depois de 20 anos sem ser realizado.

Voltados, respectivamente, a pesquisadores que tenham participado, em qualquer ano, do Programa de Apoio à Iniciação Científica (Paic) na Fuam e pesquisadores que produziram trabalhos científicos que se enquadrem nas áreas de atuação da instituição (dermatologia e infecções sexualmente transmissíveis), os prêmios consagraram, cada um, os três melhores trabalhos.

Todos os trabalhos pré-selecionados receberam certificado de participação e irão compor o e-book do evento.

Ações de modernização – A implantação de um sistema de prontuário eletrônico foi um dos primeiros projetos iniciados, ainda em 2019, e a previsão é de que seja concluído até janeiro de 2021. A gestão também vem trabalhando para equipar os ambulatórios com computadores e para executar o projeto de digitalização dos prontuários dos pacientes.

Já a digitalização de prontuários de pacientes é resultado de um projeto elaborado pela direção e apresentado a parlamentares para pleitear verba. A proposta teve boa aceitação, e o projeto se tornou possível graças à aprovação, neste ano de 2020, de emenda parlamentar destinando à Fuam recursos para a digitalização de 400 mil prontuários de pacientes.

Em fase de licitação, o projeto permitirá que todas as informações dos pacientes que estão em prontuários físicos, em papel, arquivados em uma sala na Fuam, sejam disponibilizadas aos profissionais de saúde de forma eletrônica, garantido agilidade nas consultas e também segurança da informação.

Produtividade e faturamento – Outro projeto para melhoria da gestão administrativo-financeira na Fuam foi a criação do Setor de Produção, responsável por atividades como serviço de faturamento e cadastramento de pacientes. Com a implantação deste setor, foi possível organizar toda a produção e cobrança de procedimentos realizados junto ao Sistema Único de Saúde (SUS). O resultado foi o aumento de 80% no faturamento de 2019, em relação ao ano anterior.

Planejamento – Outra inovação foi a criação de uma comissão interna para análise da aquisição de bens patrimoniais e de consumo para a Fundação, responsável por avaliar tecnicamente a necessidade de compra de insumos, materiais e serviços, realizando o planejamento anual dessas aquisições. A Comissão de Análise de Gastos tem como uma de suas incumbências a implantação e organização do Centro de Custo para apuração de custos institucionais.

Sobre a Fuam – A Fundação de Dermatologia Tropical e Venereologia Alfredo da Matta (FUAM), vinculada à Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) é um centro de referência estadual, nacional e internacional nas áreas de Hanseníase, dermatologia tropical e Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST).

Tem como finalidade realizar ações de prevenção e atendimento ambulatorial a pacientes de Hanseníase e à população em geral que buscam assistência em dermatologia clínica, DST/Aids e cirurgias dermatológicas, com atendimento a pacientes com câncer de pele. Atua, ainda, nas áreas de ensino e pesquisa, com cursos, treinamentos e estágios.

(*) Com informações da Secom