Cidades Destaques

Fundação de Medicina Tropical realiza testes rápidos no Dia Mundial de Combate às Hepatites Virais

O objetivo é conscientizar a população sobre a importância do diagnóstico precoce.
Redação
Postado por Redação

Nesta sexta-feira (28) – Dia Mundial de Combate às Hepatites Virais -, a Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) vai intensificar a oferta de testes rápidos para diagnóstico da doença. A ação marca o encerramento da campanha de prevenção às Hepatites Virais, realizada durante todo este mês na capital e nos 61 municípios do interior. O objetivo é conscientizar a população sobre a importância do diagnóstico precoce. O atendimento na FMT-HVD será de 8h às 12h.

Durante a ação na FMT-HVD, a expectativa é de que cerca de 600 pessoas façam o exame. A campanha é organizada pela Coordenação Estadual de IST/AID’s e Hepatites Virais, que atua vinculada à FMT, unidade da Secretaria Estadual de Saúde (Susam). A diretora presidente da FMT-HVD, Graça Alecrim, ressalta que a campanha é de extrema importância para alertar a população para a importância do diagnóstico precoce.

Ela explica que o Amazonas possui uma rede de diagnóstico para as Hepatites Virais, disponibilizando testes rápidos (para detecção das Hepatites B e C), nos 62 municípios, além de uma rede de laboratórios de referência para a realização dos exames confirmatórios para diagnóstico da doença.< /span>

Para a realização da campanha, a Coordenação disponibilizou para todos os municípios cerca de 40 mil testes rápidos para Hepatite B e igual quantidade para Hepatite C, 600 mil preservativos masculinos e 200 mil folders informativos sobre a doença. A campanha de prevenção às Hepatites Virais contou com o apoio da Fundação Alfredo da Matta (FUAM), Fundação Adriano Jorge (FAJ), Núcleo de DST/AIDS e Hepatites Virais da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Fórum das Organizações da Sociedade Civil (OSC/AIDS) e suas afiliadas, Fórum LGBT e Rede de Amizade & Solidariedade às Pessoas Vivendo com HIV.

Dados – De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), as Hepatites acometem cerca de 20 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais 1,4 milhão morre a cada ano, em decorrência de complicações graves, como insuficiência hepática, cirrose e câncer de fígado. No período de janeiro 2001 a dezembro de 2016, o Amazonas registrou aproximadamente 15 mil casos de Hepatites Virais. Os municípios com maior incidência da doença são Manaus, Eirunepé, Lábrea, Coari, Boca do Acre, Tefé, Manacapuru, Fonte Boa e Atalaia do Norte.

A coordenadora estadual de IST/AIDS e Hepatites Virais, Silvana Lima, explica que a doença pode ser transmitida por meio da relação sexual sem proteção, compartilhamento de material para uso de drogas (seringas, agulhas e cachimbos), materiais cortantes e perfurantes, como alicates de unha, lâminas de barbear e de depilar, e também escova de dentes. A Hepatite também pode ser transmitida de mãe para filho, durante a gestação.

Com informações da assessoria

Comentários

comentários


Deixe um comentário