Política

‘Gazetou as aulas’, diz Serafim sobre senador que errou ao falar de repasses ao AM

foto: divulgação

O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) afirmou que o senador Luis Carlos Heinze (PP), do Rio Grande do Sul, faltou às aulas de geografia e tabuada ao afirmar que “o estado de Manaus” recebeu, em 2020, R$ 10 bilhões em repasses do Governo Federal. A declaração do senador foi dada durante a sessão de abertura da CPI da Covid, no Senado, nesta terça-feira, 27.

“Este cidadão, que é senador da República, deve ter gazetado as aulas de geografia e aritmética, porque ele fala em “estado de Manaus”. Não existe estado de Manaus, Manaus é a capital do Amazonas. Mas tentando entender o que ele disse, ele está querendo falar sobre os recursos que foram enviados para Manaus e para os demais municípios do estado do Amazonas. Ao contrário do que ele diz, no ano de 2020, os municípios receberam, de todas as transferências constitucionais R$ 5.050 bilhões. Isso no ano inteiro. Então esse senador não sabe somar, porque na conta dele deu R$ 10 bilhões”, disse Serafim.

O deputado exibiu na sessão híbrida da ALE-AM (Assembleia Legislativa do Amazonas) trecho do pronunciamento do senador Luis Heinze na sessão da CPI da Covid.

“Estou à disposição desse senador para nós navegarmos. Agora se ele dividir 5 bilhões por 62 municípios, ele vai ver que isso dá pouco mais de R$ 80 milhões por cada município. Então não é esse rio de dinheiro que ele quer dizer que houve. Relembrando que em 2019 foram transferidos R$ 4,560 bilhões. Portanto, não existe esse rio de dinheiro que esse senador negacionista, porque ele nega a geografia e ele nega a aritmética, a tabuada, que é somar, dividir, multiplicar, no caso aqui é só somar, que ele não sabe somar e nem conhece geografia. Deve ter sido um péssimo aluno no curso primário”, afirmou o parlamentar.

A fala do senador reprisa a dada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), em março deste ano. À época, Bolsonaro era pressionado para que o governo federal voltasse a financiar leitos de UTI (unidade de terapia intensiva) destinados a pacientes com Covid-19 e publicou nas redes sociais uma lista incorreta com valores de repasses a cada estado.

“Então quero repudiar a maneira como esse senador falou se referindo a Manaus, ao Amazonas e a todos os prefeitos dos municípios do nosso estado. E eu vou aproveitar para dizer que durante o ano de 2020, quando a pandemia começa, em março e abril os recursos caíram, e aí depois eles sobem e depois voltam a cair. Então foi assim o ano de 2020. Estou à disposição se esse senador quiser sentar na frente de um computador para dizer como que chegou a essa soma e eu vou mostrar a ele como que cheguei na minha soma”, concluiu o líder do PSB na ALE-AM.

Com informações da assessoria