Goiaba: a fruta que deve ser incluída na alimentação diária

É tropical e tem um sabor que, sejamos honestos, não agrada a gregos e a troianos. Mas os seus benefícios são muitos.

Verde por fora e cor-de-rosa por dentro. Tem um sabor bastante particular, mas é uma das frutas mais versáteis para a culinária. Falamos, claro, da goiaba, que deve ser incluída na alimentação diária.

A goiaba é um dos alimentos com maior poder anti-inflamatório e antioxidante, sendo também rica em guaijaverin, um flavonóide relacionado com a queratina. Além de ser uma excelente fonte de vitamina A e C, magnésio, beta-caroteno e fibra, a goiaba é ainda um dos principais aliados da boa saúde e bem-estar.

Os seus benefícios são vários e começam com o poder em baixar os níveis de açúcar no sangue. Isso faz com que a goiaba seja uma ótima alternativa na hora de combater a doenças cardiovasculares, visto que também ajuda a baixar os níveis de colesterol e a regular a pressão sanguínea.

Diz o site Mind Body Green que, por ser rica em fibra, esta fruta é também capaz de promover saúde intestinal. Mas tem mais: o consumo de goiaba está ainda associado a uma melhor saúde bucal, visto que os elevados níveis de vitamina C e flavonóides ajudam a reduzir o risco de inflamação.

O consumo regular de goiaba está ainda associado à redução do risco de infeções e de diarreia.

Informação nutricional (por 100 gramas): 68 calorias, 417 mg de potássio, 18 mg de cálcio, 22 mg de magnésio, 14 gramas de carboidratos, 5 gramas de fibra, 9 gramas de açúcar, 2,6 gramas de proteína.

Informações do Notícias ao Minuto