Governo apura se Netflix oferece pornografia infantil e pede censura

Foto: Divulgação

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), Damares Alves, abriu fogo contra a Netflix por causa do filme Mignonnes (Lindinhas, na versão em português), uma produção franco-senegalesa acusada pela ministra de sexualizar crianças.

Em ofício encaminhado à Comissão Permanente da Infância e Juventude, ao qual o Metrópoles teve acesso, o ministério pede a suspensão da oferta do longa no Brasil, bem como apurar a responsabilidade pela distribuição do filme, considerado por Damares como “pornográfico”.

No filme lançado na plataforma da Netflix em agosto deste ano, a protagonista Amy, de 11 anos, se revolta com as tradições conservadoras da família muçulmana e entra para um grupo de dança na escola.

Leia a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Portal Manaus Alerta