Cidades

Governo dá celeridade às obras na capital e no interior

Conforme o secretário da pasta, Oswaldo Said, existem atualmente mais de 60 obras em andamento, tanto na capital quanto no interior- foto: Valdo Leão/Secom
Redação
Postado por Redação

Desde o início da nova gestão, o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), vem promovendo, com muita determinação, um verdadeiro raio x da situação das obras em todo o estado para tomar ciência da situação de cada uma e dar celeridade aos serviços. Conforme o secretário da pasta, Oswaldo Said, existem atualmente mais de 60 obras em andamento, tanto na capital quanto no interior.

Segundo Oswaldo Said, a metodologia adotada pela Seinfra parte da análise de todo o processo para entender a situação das obras em andamento. “Verificou-se, minuciosamente, as questões financeiras de cada uma, já que muitas são provenientes de governos anteriores”, garantiu o secretário, destacando que, em todo o estado, só há 62 obras paralisadas entre contratos e convênios.

“Paralisa-se uma obra por problemas diversos: pagamento, técnicos, chuva em excesso e uma série de outros fatores cuja solução implica, diretamente, na otimização do andamento ou da retomada desses investimentos”, detalhou Said.

Conforme o secretário, as obras que se encontram paralisadas atualmente estão aguardando o término do período chuvoso ou passando por uma análise criteriosa nos contratos, nos quais estão sendo realizados os ajustes necessários e devidas adequações. “Apesar dessas obras estarem paradas em função de todos os fatores citados, isso não significa dizer que permanecerão assim. Muito pelo contrário, a intenção é encontrar meios para retomar todos os trabalhos e concluí-los”, explicou Said.

O titular da Seinfra citou como exemplo os estudos e acordos em andamento para a retomada da obra de implantação do Anel Leste, entre a reserva Adolpho Ducke e a rotatória da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa). Ele também destacou a continuidade das obras no Anel Sul que, quando interligado ao Anel Leste, viabilizará, principalmente, um melhor tráfego de veículos pesados do centro da cidade até o Distrito Industrial, reduzindo custos e tempo de transporte.

Obras prioritárias

A nova gestão da Seinfra também tem dado andamento às obras consideradas prioritárias, tais como os serviços de manutenção e recuperação da rodovia AM-010 (Manaus-Itacoatiara); a duplicação da rodovia Manuel Urbano, a AM-070 (Manaus-Manacapuru); construção da passagem de nível da avenida Noel Nutels, como parte da Avenida das Flores; e a retomada dos trabalhos de revitalização do igarapé da Cachoeira Grande.

Interior – Além dessas, o governo tem priorizado o investimento no interior do estado, por meio de obras como a pavimentação dos ramais, que são de fundamental importância para o escoamento da produção local e também para impulsionar setores como a economia e turismo na região. “Nosso objetivo é trabalhar com dinamismo e transparência. Até porque temos pouco tempo. O mandato é curto e dependemos de um clima bom para darmos sequência às obras”, esclareceu o secretário.

Pacote de obras

Quarenta e seis cidades de todas as calhas e regiões do Amazonas receberão investimentos da ordem de R$ 360 milhões, voltados para a recuperação dos sistemas viários das sedes municipais.

De acordo com a Seinfra, dos 46 municípios que receberão obras neste primeiro momento, 15 deles – Anori, Apuí, Autazes, Boca do Acre, Coari, Itamarati, Manacapuru, Manicoré, Maués, Nhamundá, Parintins, Santo Antônio do Içá, São Gabriel da Cachoeira, Tapauá e Urucurituba – já estão com os seus projetos básicos em licitação na Comissão Geral de Licitação do Amazonas (CGL-AM).

O secretário explicou que os demais municípios estão com seus processos distribuídos nos setores competentes da Seinfra para o levantamento das necessidades de cada um, a elaboração do projeto básico ou o levantamento de custos, de modo a viabilizar o início do processo licitatório. “Esse pacote é voltado à melhoria da qualidade de vida, pois dará maior mobilidade ao povo do interior”, disse Said.

Com informações da assessoria

Deixe um comentário