Governo do Estado inicia obras do Prosamim no igarapé Mestre Chico

Foto: Tiago Corrêa/UGPE

O Governo do Estado, por intermédio da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), iniciou, nesta quarta-feira (17), as obras de intervenção do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim) entre as avenidas Leonardo Malcher e Parintins, zona sul de Manaus.

A intervenção do Prosamim, no local, compreende a revitalização de uma área de 15.742,46m², que abrange parte do leito do igarapé Mestre Chico e vai reassentar cerca de 600 pessoas, que viviam em 121 imóveis expostos aos perigos das alagações.

A proposta urbanística para o local contempla obras de macro e micro drenagem, esgotamento sanitário, praças, academias ao ar livre, paisagismo, recomposição da flora com plantio de mudas, quadras multiuso, playground equipados com escorregadores, balanços e mais de 3000m² de calçadas.

As obras, na área, fazem parte da primeira fase do programa e tiveram seus cadastros finalizados, em 2008, após a conclusão dos estudos e projetos para o local. A administração atual retomou o projeto remanescente, contemplando suas obras na terceira fase do programa, o Prosamim III, que está sendo finalizado.

Os serviços foram retomados, em 2019, com a revalidação dos cadastros que já tinham sido realizados no local, seguido dos processos de reassentamentos das famílias, demolição dos imóveis e limpeza da área para que as obras pudessem ser iniciadas.

O Prosamim manteve equipes reduzidas de plantão, atuando nas áreas de intervenção, durante a pandemia da Covid-19, com o intuito de que a redução das atividades não impactasse nos prazos para a conclusão das obras.

O subcoordenador de engenharia da UGPE, o engenheiro civil João Benaion, esclarece que, nesse primeiro momento, as máquinas estão realizando a troca de solo da primeira frente de obras. “Os equipamentos retiram o material improdutivo acumulado no leito do igarapé, colocando um solo adequado para realizar a terraplanagem e ter um solo estável para movimentação das máquinas”, explicou o engenheiro.

O coordenador executivo da UGPE, o engenheiro civil Marcellus Campêlo, afirma que, desde a criação do Prosamim, o estado enfrentou duas grandes cheias que obrigaram o programa e as administrações anteriores a priorizarem outras áreas de intervenção, em virtude das situações emergenciais trazidas pelas cheias do rio Negro.

Campêlo ressalta ainda que a intervenção entre as avenidas Leonardo Malcher e Parintins deve complementar a revitalização do igarapé Mestre Chico. As obras no Largo Mestre Chico, na avenida Sete de Setembro, iniciaram ainda na primeira fase do programa.

As informações são da assessoria