Governo federal contratou R$ 874 milhões em TI até agosto, alta de 24,5%

Foto: Marcello Casal/ Agência Brasil

Em meio à pandemia do novo coronavírus, o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) contratou, entre janeiro e agosto de 2020, mais de R$ 874,6 milhões em serviços de tecnologia da informação (TI).

O valor é cerca de 24,5% maior do que o montante destinado a contratos de TI no mesmo período do ano passado. Nos primeiros oito meses do mandato de Bolsonaro, a administração federal gastou R$ 702 milhões nessa área.

Os números foram levantados pela Effecti, empresa especializada em tecnologia para licitantes, com base em contratos públicos divulgados no Portal da Transparência e Diário Oficial da União dos últimos quatro anos.

O setor de TI foi protagonista de uma série de fraudes nos últimos anos. Os contratos do setor não costumam ser fiscalizados regularmente, sobretudo entre as compras que têm baixos valores.

No total, o governo fechou 1.011 contratos até agosto de 2020, o menor número pelo menos desde 2017, início da série histórica analisada. Entre janeiro e agosto daquele ano, 1.445 contratos de TI foram firmados.

Confira a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Manaus Alerta