Governo inicia segunda fase da obra de intervenção no igarapé Mestre Chico

Foto: Divulgação/UGPE

O Governo do Estado, por intermédio da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), iniciou, nesta segunda-feira (10), a segunda fase da obra de intervenção no igarapé Mestre Chico, no trecho entre as Avenidas Leonardo Malcher e Parintins, localizadas no bairro da Praça 14, zona sul da capital.

As obras, no igarapé Mestre Chico, estão inseridas nas intervenções da terceira fase do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim), e prevê a construção de um novo parque urbano, em um trecho do leito do igarapé Mestre Chico, para os moradores dos bairros Praça 14, Centro e Cachoeirinha.

O parque contará com uma área de 15.742,46m², dotada com obras de macro e microdrenagem, esgotamento sanitário, praças, academias ao ar livre, paisagismo, recomposição da flora com plantio de mudas, quadras multiuso, playground equipados com escorregadores, balanços e mais de 3000m² de calçadas.

Reassentamentos – Na segunda parte da intervenção, 17 imóveis serão retirados das áreas de risco e as famílias serão reassentadas.  Após a conclusão de todas as frentes de reassentamento, o programa vai reassentar mais de 600 pessoas que viviam em 122 imóveis no leito do igarapé

Dona Gracileia, moradora da área a décadas que teve parte de sua casa reassentada para a construção da segunda frente da obra, diz que se sente triste com alguns de seus vizinhos de longa data sendo reassentados, mas sabe que é algo necessário e que vem para o bem. “Ganharemos melhoria de vida, qualidade de vida, esse igarapé aí, faz tempo que tá sujo, as pessoas veem e jogam lixo, com esse benefício vai melhorar a aparência do local, e vamos ganhar uma área boa e linda com o novo parque”, afirma a moradora.

Sensibilização – Nesta segunda-feira, 10, foi realizada uma ação de sensibilização pelas assistentes sociais do Prosamim com os moradores no entorno da segunda fase da intervenção. A ação de sensibilização visa informar os moradores do início das obras e da movimentação de maquinários como; retroescavadeiras, caminhões e caçambas, assim como, a restrição do acesso no perímetro da obra.

(*) Com informações da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE/Prosamim)