‘Grande obra, em extensão e no social’, diz prefeito, em vistoria ao Corredor Ecológico do Mindu

Foto: Alex Pazuello / Semcom

Em visita às obras que integram o Corredor Ecológico do Mindu, no trecho que interliga o bairro Novo Aleixo, na zona Norte, à avenida Autaz Mirim, na zona Leste, o prefeito Arthur Virgílio Neto destacou que o trabalho une desenvolvimento urbano e responsabilidade ambiental ao garantir a preservação do igarapé e retirar famílias que viviam em situação de insalubridade. “É uma grande obra, em extensão e também em ganho social”, definiu, ao visitar o local nesta segunda-feira, 16.

A terceira e última fase da obra, parte do Parque Linear 2, é o trecho que liga a ponte da rua José Romão à avenida Autaz Mirim. “Nesta reta final, estamos focados em um pequeno trecho de alta complexidade. São cem metros de asfalto, que apesar de pequeno traz a necessidade de remoção de algumas casas para, enfim, fazer a ligação para a Autaz Mirim, uma senhora manobra de mobilidade urbana”, destacou o prefeito Arthur Neto.

A obra é executada pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) e, além de melhorar as condições urbanas na área, irá garantir fluidez ao trânsito. “O Corredor do Mindu começa no Novo Aleixo, entra no Mutirão, e aqui é a etapa final para sair na Grande Circular. Essa é a última ponte que falta para fazer a união de grandes avenidas como Autaz Mirim à avenida das Torres”, ressaltou o secretário da Seminf, Kelton Aguiar.

A última fase da obra do Parque Linear 2, compreende o trecho da rua João Câmara até a avenida Autaz Mirim, que tem como marco a construção das pontes em estrutura metálica. A segunda fase foi concluída ainda em setembro, alcançando a ponte da rua José Romão.

Parte do projeto do Corredor Ecológico do Mindu está vinculado à sustentabilidade ambiental do igarapé da região. Como medida de preservação, a Prefeitura de Manaus está construindo a bacia de retenção do igarapé do bairro Novo Aleixo, que contempla a limpeza (remoção de entulhos), construção de gradil e paisagismo do local.

A estrutura, que conta com 500 metros, deve ser entregue em até 15 dias e vai garantir que o igarapé não ultrapasse a altura limite, evitando o transbordamento e geração de problemas no local.

Requalifica 7

Ainda nesta segunda-feira, o prefeito vistoriou os avanços das obras do Programa de Requalificação Viária e Urbana de Manaus (Requalifica), que está atendendo na rua 6, do bairro Parque 10, zona Centro-Sul, recuperando 700 metros de via, que liga a rua Maneca Martins com Ivonete Machado, utilizando um total de 500 toneladas de asfalto. Os serviços ainda contemplam as ruas 5, 6 e 7, esquina com a rua Penetração, com a revitalização de mil e oitocentos metros de via.

“Eu quero liquidar, zerar, todos os compromissos do ‘Requalifica’ e não deixar pendências até fim do ano. Está sendo montada uma fabulosa infraestrutura de mobilidade urbana, para que o próximo prefeito possa desenvolver a questão do transporte coletivo. Nunca paramos de asfaltar, desde 2013, mesmo em momentos difíceis continuamos asfaltando as ruas de Manaus. O ‘Requalifica’ veio como êxito do nosso bem-estar financeiro como um verdadeiro presente para a cidade”, concluiu o prefeito.

Com informações da assessoria