Guaidó culpa Maduro por novo apagão na Venezuela

1
A falta de energia atingiu as cidades de Caracas, Barquisimeto, Barinas e Maracaibo. Foto: Reprodução/Twitter

O líder opositor, Juan Guaidó, responsabilizou ontem o regime de Nicolás Maduro pelo novo apagão que deixou a maior parte da Venezuela no escuro. O blecaute ocorreu quase 20 dias depois de um outro similar que paralisou o país. Para Maduro, o apagão foi causado por um novo “ataque” contra o sistema elétrico.

Nesta segunda-feira (25/3), na Venezuela, a eletricidade acabou às 13h20 (14h20 de Brasília) em boa parte de Caracas. O apagão também afetou grandes cidades do oeste, como Barquisimeto, Barinas e Maracaibo.

O país superou um apagão generalizado dos dias 7 a 14 de março, o que complicou as comunicações, a distribuição de água e combustível, bem como o fornecimento de alimentos. A falta de energia também teria causado a morte de ao menos 12 pacientes em hospitais.

No primeiro apagão, Nicolás Maduro acusou os Estados Unidos de ter feito “ataques cibernéticos” contra a principal usina hidrelétrica do país, com o apoio da oposição, liderada pelo líder parlamentar Juan Guaidó. Porém, para Guaidó, a causa da falta de energia foi a crise da eletricidade ao abandono da infraestrutura e à corrupção.

Fonte: Metrópoles