Guedes diz que em estado de guerra, não tem aumento por 2 anos para servidor

Foto: Edu Andrade/Ascom/ME

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou em evento do Credit Suisse nesta terça-feira (26) que, se a pandemia da Covid-19 estiver “assolando o Brasil de novo”, o governo vai “declarar estado de guerra”, assim como fez no ano passado.

“Estado de guerra significa o seguinte: não tem aumento de salário durante dois anos para o funcionalismo, os pisos estão todos bloqueados, acabou esse negócio de subir automaticamente”, afirmou Guedes, ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Se a pandemia faz a segunda onda, com mais de 1,5 mil, 1,6 mil, 1,3 mil mortes, saberemos agir com o mesmo tom decisivo, mas temos que observar se é o caso ou não”, pontuou o titular da Economia. O número máximo de mortes registrado por dia no país foi de 1.394, em 4 de agosto do ano passado.

Confira a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Manaus Alerta