Política

‘Guedes trabalha para estacionar vacinação no Brasil em novo ataque a China’, diz Serafim

O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) repudiou e classificou como “estupidez sem precedentes” as declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes, de que “o chinês inventou o vírus” da Covid-19, mas tem uma vacina menos eficiente do que a desenvolvida por empresas americanas.

Sem saber que estava sendo gravado, Guedes, para Serafim, “desandou a falar besteiras” durante reunião do Conselho de Saúde Suplementar nesta terça (27). Participavam da reunião no Palácio do Planalto os ministros Luiz Eduardo Ramos (Casa Civil) e Marcelo Queiroga (Saúde).

“Isso é uma estupidez sem precedentes, porque a China é o nosso maior parceiro comercial, é ela que compra a produção do nosso agronegócio, e por outro lado, 85% das vacinas aplicadas no Brasil são de origem chinesa. O que o Paulo Guedes está querendo? Que a China diga que vai suspender as compras do agronegócio e que suspenda também a venda do princípio ativo para o Brasil produzir a Coronavac? Isso será uma tragédia. Atacando a China, ele (Paulo Guedes) trabalha para estacionar a vacinação no Brasil, trabalha para tornar o cenário mais caótico ainda”, avaliou Serafim.

A fala do deputado foi dada durante a sessão híbrida da ALE-AM (Assembleia Legislativa do Amazonas) desta quarta-feira, 28.

“Agora, além de ter feito todas essas besteiras, ele foi mais além e se virou contra os idosos, dizendo o seguinte: “no Brasil agora todo mundo quer viver 100 anos”. É verdade, eu vivi 74 anos e quero viver mais 26 anos, quero viver 100 anos. Isso é algo muito bom, que o povo queira viver mais. Aí o Paulo Guedes vem e diz que assim não há dinheiro que chegue, que assim o Governo Federal vai quebrar. Quê isso? Agredir os idosos, de graça?”, questionou o líder do PSB na ALE-AM.

A declaração de Paulo Guedes ocorreu no dia em que o Senado instalou uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar a ação do governo federal na pandemia.

“Então quero manifestar aqui o meu repúdio pela insensatez do ministro Paulo Guedes, pelos seus equívocos cometidos na relação com a China, bem como a sua agressão aos idosos”, concluiu o parlamentar.

Com informações da assessoria