Na descrição do lanche, os responsáveis fizeram questão de frisar um dos ingredientes da receita, repolho roxo, fazendo um trocadilho com as palavras: repolho roxo- foto: reprodução/Twitter

Uma hamburgueria localizada na cidade de Salto, no interior de São Paulo, virou alvo de críticas nas redes sociais depois de nomear um sanduíche de “Maria da Penha”, em referência à lei de mesmo nome. Na descrição do lanche, os responsáveis fizeram questão de frisar um dos ingredientes da receita, repolho roxo, fazendo um trocadilho com as palavras: repolho roxo.

Internautas de diferentes partes do país criticaram a atitude, apontando falta de bom senso dos proprietários. Diversos posts com reclamações foram feitos no Facebook ao longo dessa terça-feira (27). E a repercussão fez com que o lanche tivesse o nome alterado por duas vezes, até que foi finalmente retirado do cardápio. Primeiro, ele foi rebatizado de “Um lanche com repolho” e depois passou a se chamar “Censurado”, o que despertou ainda mais a ira dos críticos.

Logo que os apontamentos começaram a surgir, o empresário André Buzzo, responsável pela hamburgueria, divulgou um texto no perfil pessoal dele no Facebook a respeito do assunto. Ele disse que desativou as páginas do estabelecimento por estar recebendo “ataques”. Mais tarde, no entanto, retirou o conteúdo do ar e uma nota de desculpas foi divulgada (Veja abaixo).

Veja o pedido de desculpas na íntegra:

“Por meio desta, a Kau Hamburgueria gostaria de se retratar a todas as pessoas que se sentiram ofendidas em relação ao nome dado a um dos burgers presentes no cardápio, o Maria da Penha. Entendemos nosso equívoco em relação à escolha do nome e pedimos nossas mais sinceras desculpas pelo ocorrido. Em momento algum desejamos ser desrespeitosos com qualquer mulher, sendo ou não frequentadora do nosso espaço. A Kau Hamburgueria – assim como seus proprietários – NÃO COMPACTUA com qualquer tipo de violência, sob qualquer premissa, a qualquer ser humano. Nosso cardápio foi alterado e, assim, reiteramos nossos mais sinceros pedidos de desculpas.”

Fonte: Bhaz