Cidades

Henrique Oliveira destaca ações que contribuem para a redução dos casos de malária

Aproximadamente 80% dos casos de malária no Amazonas são oriundos de 11 municípios- foto: Valdo Leão/Secom
Redação
Postado por Redação

Intensificar as ações de combate e melhorar as abordagens de tratamento e controle da malária no Estado foi o foco principal do 2ª Seminário Estadual Alusivo ao Dia Mundial de Luta Contra a Doença, realizado nesta terça-feira (25) de abril, no auditório do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam). O evento foi realizado pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) e contou com a presença do governador em exercício, Henrique Oliveira, que enfatizou os trabalhos em âmbito estadual para alcançar o menor índice da doença na região.

“O Governo do Amazonas tem incentivado esse combate através da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas, e recentemente com as ações do Barco Pai, que vai visitar as calhas levando a campanha e executando medidas para amenizar os problemas de saúde junto à população. Saúde e combate à malária não se faz dentro de gabinete, se faz nas ruas e nos municípios. E vamos continuar com esse mesmo empenho, e onde tiver uma pessoa ou cidade vulnerável atuaremos com rigor para alcançarmos os menores níveis da doença”, explicou o governador em exercício, Henrique Oliveira.

Entre 2015 e 2016, o Amazonas registrou uma redução de 32% nos casos de malária. Conforme relatório da FVS, os investimentos do Governo Estadual tem surtido efeito na redução dos casos. O Amazonas saiu de 74.309 mil casos, em 2015, para 49.928, em 2016. Em torno de 11 municípios amazonenses ainda apresentam 60% dos casos da doença no Estado, sendo que 20% são de territórios indígenas. O diretor-presidente da FVS, Bernadino Albuquerque, ressaltou a importância das ações de combate à doença nessas localidades.

O Governo do Estado já investiu R$ 4 milhões em equipamentos, insumos estratégicos, como, por exemplo, a distribuição de mosquiteiro impregnado, além da capacitação técnica continuada para que as equipe de endemias fossem estruturadas nos municípios e assim conseguissem fazer uma intervenção efetiva junto a população.

Dados sobre malária

Aproximadamente 80% dos casos de malária no Amazonas são oriundos de 11 municípios. Até março de 2017 foram registrados 12.775 casos da doença, sendo que São Gabriel da Cachoeira é responsável por 2.751 casos (21,53%), Santa Isabel do Rio Negro com 1.781 casos (13,94%), Barcelos com 1.552 casos (12,15%), Manaus com 1.486 (11,63%), Guajará com 773 casos (6,05%), Presidente Figueiredo com 483 casos (3,78%), Lábrea com 356 (2,79%), Coari com 355 casos (2,78%), Careiro da Várzea 270 casos com (2,11%), Humaitá com 268 casos (2,10%) e Atalaia do Norte com 246 casos (1,93%).

Com informações da assessoria

Comentários

comentários


Deixe um comentário