Mundo

Homem diz que pênis diminuiu em decorrência da Covid-19

Foto: Reprodução

Um norte-americano, que disse ter contraído a Covid-19 em julho do ano passado, afirmou que a doença causou uma redução de quase quatro centímetros no tamanho do seu órgão genital.

Segundo o rapaz, um homem de trinta anos, os danos vasculares resultaram em um problema de “profundo impacto na minha autoconfiança e habilidades na cama”.

Um estudo realizado na University College London, e que envolveu 3.400 pessoas, revelou que a diminuição no pênis pode ser um sintoma raro e diagnosticado entre aqueles que contraíram o novo coronavírus e desenvolveram a ‘Covid longa’.

Em maio de 2021, o periódico World Journal of Men’s Health também estudou o tema e revelou que partículas do Sars-CoV-2 podem permanecer no tecido do órgão genital mesmo após a recuperação total do infectado. As condições, porém, contribuem para a disfunção erétil.

Dr. Ranjith Ramasamy, da Universidade de Miami e autor principal do estudo, explicou que “a Covid-19 pode provocar uma disfunção comum do endotélio nos sistemas de órgãos fora de pulmões e rins. O vírus é capaz de invadir células do endotélio e afetar muitos órgãos, incluindo pênis”.

O americano revelou, no podcast How To Do It, que os problemas de disfunção erétil “melhoraram gradualmente”, mas outra questão o preocupou. “Meu pênis encolheu, perdi cerca de uma polegada e meia (quase quatro centímetros)”.

Em entrevista ao portal Daily Mail, o urologista e diretor de saúde masculina do Albany Medical College em Nova York, dr. Charles Welliver, explicou que o novo coronavírus pode causar um encolhimento do pênis caso a disfunção erétil se prolongue em decorrência do vírus.

“Estudos mostraram que os homens podem ter priapismo – a ereção prolongada que é perigosa por si só – e os homens também podem ter disfunção erétil. Quando ficam sem ereções por um tempo, eles podem ter algum encolhimento”.

Os médicos e pesquisadores envolvidos nos levantamentos afirmam, porém, que ainda são necessários estudos para afirmar que há uma corelação entre a infecção pelo coronavírus e uma diminuição no pênis.