Homem matou merendeira após ela reagir a tentativa de estupro, em Iranduba

Em depoimento, Domingos não confessou o crime- fotos: divulgação/PC

Domingos do Carmo Oliveira, 33, foi preso ontem (18), em cumprimento a mandado de prisão preventiva pelo homicídio da merendeira Lázara da Trindade Costa, 67, morta no dia 10 de outubro de 2017, quando saía da Escola Municipal Procópio Maranhão e se dirigia a um ponto de ônibus localizado no quilometro 2, da rodovia estadual Manoel Urbano, AM-070.

De acordo com informações do delegado titular da 31° Delegacia Interativa de Polícia (DIP), de Iranduba, Fábio Aly, foi nesse trajeto que o Domingos abordou a merendeira, com a intenção de violentá-la, porém, a vítima reagiu e os fatos acabaram nesse evento trágico.

Conforme Aly, o homem ficou com o aparelho celular da vítima e chegou a utilizar a linha telefônica por alguns dias. “Durante o cumprimento do mandado, nós encontramos na carteira de Domingo, o chip que era utilizado pela dona Lázara, e ainda material pornográfico em CD/DVD”.

Depoimento

Em depoimento, Domingos não confessou o crime, porém, afirmou que no dia do fato havia consumido bebida alcoólica em grande quantidade e que encontrou a merendeira no caminho de sua casa. O infrator disse ainda que, no dia seguinte, constatou que estava em posse no celular da vítima.

“Nós constatamos que podem haver outras possíveis vítimas do Domingos, que tenham sofrido ataques sexuais, portanto, pedimos que essas pessoas que infelizmente tenham passado por essa situação compareçam a DIP de Iranduba para a realização dos procedimentos cabíveis”, destacou a autoridade policial.