Homem preso por estuprar meninos afirma que vítimas o procuravam, diz polícia

O infrator será levado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM)- foto: Erlon Rodrigues/PC-AM
Manaus Alerta
Postado por Manaus Alerta

A delegada titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), Juliana Tuma, falou durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta segunda-feira (25), sobre o cumprimento de mandado de prisão temporária por estupro de vulnerável e favorecimento à prostituição de vulnerável em nome de Clenildo Ferreira Mota, 31, conhecido como “Tei”. Ele foi preso na manhã da última sexta-feira (22), por volta das 10h30, na casa onde morava, no bairro Zumbi dos Palmares.

Durante depoimento na especializada ele admitiu manter relações sexual com os adolescentes e relatou, ainda, que as vítimas o procuravam porque queriam manter relações sexuais com ele. Conforme Tuma, presentes como aparelhos celulares e quantias em dinheiro eram dados pelo “Tei” para os garotos.

De acordo com a autoridade policial, o homem utilizava o dinheiro da aposentadoria da avó dele para comprar presentes para adolescentes e, com isso, convencia as vítimas a manterem relação sexual com ele. Em função disso, havia uma movimentação intensa no quarto do infrator, onde geralmente aconteciam os abusos sexuais.

“Constatamos que Clenildo vinha mantendo, há dois anos, relações sexuais com um adolescente de 13 anos, desde a época em que a vítima tinha 11 anos. Um exame de coito anal, realizado pela equipe do Instituto Médico Legal (IML), confirmou os estupros. Durante as investigações descobrimos mais três vítimas do infrator, adolescentes de 14, 15 e 16 anos. Todos do sexo masculino. Meninos que moravam naquela área. Ele utilizava recursos financeiros para obter o que queria”, declarou a delegada.

Os familiares dos adolescentes não tinham conhecimento de que Clenildo levava as vítimas para lanchar e comprava aparelho celular para os meninos, além de oferecer outras vantagens econômicas para manter relações sexuais com os garotos. As vítimas foram encaminhadas para tratamento pós-trauma.

Clenildo foi indiciado por estupro de vulnerável e favorecimento à prostituição de vulnerável. Ao término dos procedimentos cabíveis, será será levado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).


Deixe um comentário